Aspectos facilitadores e dificultadores no abandono do tabagismo entre pessoas com diabetes mellitus tipo 2

Autores

  • Ane Caroline Rodrigues Miranda Lucena Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Mandaguari, Departamento de Enfermagem, Mandaguari PR , Brasil, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Mandaguari - FAFIMAN, Departamento de Enfermagem. Mandaguari, PR - Brasil http://orcid.org/0000-0002-2390-1894
  • Viviane Cazetta de Lima Vieira Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Mandaguari, Departamento de Enfermagem, Mandaguari PR , Brasil, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Mandaguari - FAFIMAN, Departamento de Enfermagem. Mandaguari, PR - Brasil http://orcid.org/0000-0003-3029-361X
  • Fabiana Cristina Vidigal Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Mandaguari, Departamento de Enfermagem, Mandaguari PR , Brasil, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Mandaguari - FAFIMAN, Departamento de Enfermagem. Mandaguari, PR - Brasil http://orcid.org/0000-0003-2820-8965
  • Sonia Silva Marcon Universidade Estadual de Maringá, Departamento de Enfermagem, Maringá PR , Brasil, Universidade Estadual de Maringá - UEM, Departamento de Enfermagem. Maringá, PR - Brasil http://orcid.org/0000-0002-6607-362X
  • Mayckel da Silva Barreto Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Mandaguari, Departamento de Enfermagem, Mandaguari PR , Brasil, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Mandaguari - FAFIMAN, Departamento de Enfermagem. Mandaguari, PR - Brasil http://orcid.org/0000-0003-2290-8418

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49792

Palavras-chave:

Tabagismo, Abandono do Uso de Tabaco, Diabetes Mellitus, Enfermagem

Resumo

Objetivo: apreender comportamentos e percepções de pacientes com diabetes mellitus tipo 2, tabagistas e ex-tabagistas sobre o tabagismo. Metodologia: estudo descritivo, de abordagem qualitativa, realizado em um município do noroeste do Paraná. Participaram 23 pacientes com diabetes mellitus tipo 2 (13 tabagistas e 10 ex-tabagistas). A coleta de dados ocorreu entre janeiro e março de 2017 por meio de entrevistas domiciliares. A análise de conteúdo, modalidade temática, foi empregada como referencial metodológico analítico. Resultados: identificou-se que ter percepção positiva sobre o abandono do vício; apresentar doenças respiratórias e/ou agravos do diabetes mellitus; ter receio de sofrer com complicações no futuro; e receber apoio profissional e familiar influenciava positivamente para a cessação do tabagismo. Contudo, a ambígua relação de domínio e dependência sobre o tabaco; o reconhecimento de que o tabagismo não é prejudicial às pessoas com diabetes mellitus; e a ausência de apoio familiar dificultavam o abandono. Conclusão: profissionais de saúde necessitam elaborar estratégias de intervenção que acolham os tabagistas e favoreçam a aquisição de mais conhecimentos sobre os malefícios do tabaco para o diabetes mellitus tipo 2, sendo que a inclusão das famílias nesse processo parece oportuna.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Yeom H, Lee JH, Kim HC, Suh I. The association between smoking tobacco after a diagnosis of Diabetes and the prevalence of diabetic nephropathy in the Korean male population. J Prev Med Public Health. 2016[citado em 2018 jan. 5];49(2):108-17. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4829370/

Iser BPM, Stopa SR, Chueiri PS, Szwarcwald CL, Malta DC, Monteiro HOC, et al. Prevalência de diabetes autorreferido no Brasil: resultados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013. Epidemiol Serv Saúde. 2015[citado em 2017 ago. 15];24(2):305-14. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ress/v24n2/2237-9622-ress-24-02-00305.pdf

Flor LS, Campos MR, Oliveira AF, Schramm JMA. Carga de diabetes no Brasil: fração atribuível ao sobrepeso, obesidade e excesso de peso. Rev Saúde Pública. 2015[citado em 2017 dez. 15]; 49(29):1-11. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v49/pt_0034-8910-rsp-S0034-89102015049005571.pdf

Moreira Santos TM, Godoy I, Godoy I. Sofrimento psicológico relacionado à cessação do tabagismo em pacientes com infarto agudo do miocárdio. J Bras Pneumol. 2016[citado em 2018 jan. 08]; 42(1):61-7. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jbpneu/v42n1/pt_1806-3713-jbpneu-42-01-00061.pdf

Quezada SM, Langenberg P, Cross RK. Cigarette smoking adversely affects disease activity and disease-specific quality of life in patients with Crohn’s disease at a tertiary referral center. Clin Exp Gastroenterol. 2016[citado em 2017 out. 19]; 9:307-10. Disponível em: https://www.dovepress.com/cigarette-smoking-adversely-affects-disease-activity-and-disease-specipeer-reviewed-fulltext-article-CEG

Chatzilia D, Stratouli S, Stamatellopoulos A, Alamanos I, Mihos P, Fildisis G. Quality of life in smokers following smoking cessation treatment. Eur Respir J. 2017[citado em 2017 out. 19]; 50(61):[about 10 p.]. Disponível em: http://erj.ersjournals.com/content/50/suppl_61/PA1289

Yankey BN, Strasser S, Okosun IS. A cross-sectional analysis of the association between marijuana and cigarette smoking with metabolic syndrome among adults in the United States. Diabetes Metab Syndr. 2016[citado em 2017 out. 19];10(2 Supl 1):89-95. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S1871402116300406

Afridi HI, Kazi TG, Talpur FN, Brabazon D. Evaluation of trace and toxic elements in the samples of different cigarettes and their impact on human health of Irish diabetes mellitus patients. Clin Lab. 2015[citado em 2017 out. 19]; 61(1-2):123-40. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25807646

Ministério da Saúde (BR). Programa Nacional de Controle do Tabagismo e outros Fatores de Risco de Câncer. 2ª ed. Brasília: MS; 2003.

0. Hurtado DA, Okechukwu CA, Buxton OM, Hammer L, Hanson GC, Moen P, et al. Effects on cigarette consumption of a work - Family supportive organizational intervention: 6-month, results from the work, family and health network study. J Epidemiol Community Health. 2016[citado em 2017 out. 19];70(5): [about: 10 p.]. Disponível em: http://jech.bmj.com/content/70/12/1155.long

Chau TK, Fong DYT, Chan SSC, Wong JYH, Li WHC, Tan KCB, et al. Misconceptions about smoking in patients with type 2 diabetes mellitus: a qualitative analysis. J Clin Nurs. 2015 Set.[citado em 2017 out. 19];24(17-18):2545-53. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25950711

Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70; 2016.

Bommelé J, Schoenmakers TM, Kleinjan M, Van-Straaten B, Wits E, Snelleman M, et al. Perceived pros and cons of smoking and quitting in hard-core smokers: a focus group study. BMC Public Health. 2014[citado em 2017 out. 19]; 14(175):1-10. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3929905/

Pardavila-Belio MI, García-Vivar C, Pimenta AM, Canga-Armayor A, Pueyo-Garrigues S, Canga-Armayor N. Intervention study for smoking cessation in Spanish college students: pragmatic randomized controlled trial. Addiction. 2015[citado em 2017 out. 19];110(10):1676-83. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/add.13009.

Carvalho AA, Gomes L, Loureiro AL, Bezerra AJC. Controle do tabagismo em instituição de longa permanência para idosos: relato de experiência. Ciên Saúde Colet. 2013[citado em 2018 fev. 10];18(4):1119-30. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v18n4/25.pdf

Almeida AA, Bandeira CM, Gonçalves AJ, Araújo AJ. Dependência nicotínica e perfil tabágico em pacientes com câncer de cabeça e pescoço. J Bras Pneumol. 2014[citado em 2018 jan. 29]; 40(3):286-93. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jbpneu/v40n3/pt_1806-3713-jbpneu-40-03-00286.pdf

Ferreira SAL, Teixeira CC, Corrêa APA, Lucena AF, Echer IC. Motivos que contribuem para indivíduos de uma escola de nível superior tornarem-se ou não tabagistas. Rev Gaúcha Enferm. 2011[citado em 2018 jan. 05]; 32(2):287-93. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v32n2/a11v32n2.pdf

Zampier VSB, Silva MH, Jesus RR, Oliveira PP, Jesus MCP, Merighi MAB. Manutenção da abstinência do tabaco por ex-fumantes: estudo fenomenológico. Rev Gaúcha Enferm. 2017[citado em 2018 abr. 14];38(4):e2017-0027. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v38n4/1983-1447-rgenf-38-04-e2017-0027.pdf

Jesus MCP, Silva MH, Cordeiro SM, Korchmar E, Zampier VSB, Merighi MAB. Compreendendo o insucesso da tentativa de parar de fumar: abordagem da fenomenologia social. Rev Esc Enferm USP. 2016[citado em 2017 dez.14];50(1):71-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v50n1/pt_0080-6234-reeusp-50-01-0073.pdf

Oliveira AE. Conhecimentos e práticas para cessação do tabagismo dos enfermeiros da rede de atenção à saúde de Botucatu [dissertação]. Botucatu (SP): Universidade Estadual Paulista; 2017.

Pereira MG, Afonso F. Estudo de validação do Partner Interaction Questionnaire para fumantes e ex-fumantes. Psicol Estud. 2014[citado em 2017 dez. 02];19(1):13-23. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pe/v19n1/03.pdf

Nepomuceno TB, Romano VF. Tabagismo e relações de poder na produção da saúde. Saúde Soc. 2014[citado em 2017 dez. 19];23(2):701-10. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v23n2/0104-1290-sausoc-23-2-0701.pdf

Pawlina MMC, Rondina RC, Espinosa MM, Botelho C. Ansiedade e baixo nível motivacional associados ao fracasso na cessação do tabagismo. J Bras Psiquiatr. 2014[citado em 2017 dez. 06];63(2):113-20. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jbpsiq/v63n2/0047-2085-jbpsiq-63-2-0113.pdf

Twardella D, Loew M, Rothenbacher D, Stegmaier C, Ziegler H, Brenner H. The diagnosis of a smoking-related disease is a prominent trigger for smoking cessation in a retrospective cohort study. J Clin Epidemiol. 2006[citado em 2018 jan. 30];59(1):82-9. Disponível em: https://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S0895-4356(05)00210-6

Szwarcwald CL, Souza Júnior PRB, Damacena GN, Almeida WS, Malta DC, Stopa SR, et al. Recomendações e práticas dos comportamentos saudáveis entre indivíduos com diagnóstico de hipertensão arterial e diabetes no Brasil: Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), 2013. Rev Bras Epidemiol. 2015[citado em 2018 jan. 30];18(Sup 2):132-45. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbepid/v18s2/1980-5497-rbepid-18-s2-00132.pdf

Publicado

01-08-2019

Como Citar

1.
Lucena ACRM, Vieira VC de L, Vidigal FC, Marcon SS, Barreto M da S. Aspectos facilitadores e dificultadores no abandono do tabagismo entre pessoas com diabetes mellitus tipo 2. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 1º de agosto de 2019 [citado 27º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49792

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>