Vulnerabilidade familiar de crianças com necessidades especiais de cuidados múltiplos, complexos e contínuos

Autores

  • Beatriz Caroline Dias Grupo NotreDame Intermédica, Hospital Santa Cecília, Unidade de Internação Pediátrica, São Paulo SP , Brazil, Enfermeira. Mestre em Enfermagem. Grupo NotreDame Intermédica, Hospital Santa Cecília, Unidade de Internação Pediátrica. São Paulo, SP - Brasil
  • Guilherme Oliveira de Arruda Universidade Estadual de Maringá, Programa de Pósgraduação em Enfermagem, Maringá PR , Brazil, Enfermeiro. Doutorando em Enfermagem. Universidade Estadual de Maringá-UEM, Programa de Pósgraduação em Enfermagem. Maringá, PR - Brasil, Universidade Estadual de Maringá
  • Sonia Silva Marcon UEM, Departamento de Enfermagem, Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Maringá PR , Brazil, Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Titular. UEM, Departamento de Enfermagem, Programa de Pós-graduação em Enfermagem. Maringá, PR - Brasil, Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2017.49881

Palavras-chave:

Análise de Vulnerabilidade, Vulnerabilidade em Saúde, Enfermagem Pediátrica, Saúde da Criança, Enfermagem Familiar

Resumo

Esta pesquisa objetivou identificar a vulnerabilidade familiar das crianças com necessidades especiais de cuidados múltiplos, complexos e contínuos. Trata-se de estudo transversal, realizado com famílias de 68 crianças. Os dados foram coletados no período de junho a setembro de 2015, por meio de entrevistas realizadas no domicílio. Utilizou-se amostragem não probabilística por conveniência e os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e correlação de Pearson. Todas as famílias apresentaram-se vulneráveis, contudo, 8,8% apresentaram até 40% de vulnerabilidade. Identificou-se, ainda, notória vulnerabilidade individual devido à fragilidade clínica da criança, social pela exclusão e programática relacionada à precariedade de acesso aos serviços de saúde. Faz-se necessário que as redes de atenção à saúde sejam reavaliadas por seus gestores, a fim de proporcionar acesso e atendimentos a essa população. Destaca-se a importância de investir na formação de profissionais qualificados para atuarem na atenção primária, que compreendam o contexto das famílias e valorizem a vulnerabilidade das mesmas na implementação de ações de cuidado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Cabral IE. Aliança de saberes no cuidado e estimulação da criança-bebê: concepções de estudantes e mães no espaço acadêmico de enfermagem. Rio de Janeiro: Escola de Enfermagem Anna Nery; 1999.

Neves ET, Cabral IE. Cuidar de crianças com necessidades especiais de saúde: desafios para as famílias e enfermagem pediátrica. Rev Eletrônica Enferm. 2009[cited 2017 Feb 22]11(3):527-38. Available from: http://www.fen.ufg.br/revista/v11/n3/v11n3a09.htm.

Edwards JD, Houtrow AJ, Vasilevskis EE, Rehm RS, Markovitz BP, Graham RJ, AbreItalicoet al.FechaItalico Chronic conditions among children admitted to U .S. pediatric intensive care units: their prevalence and impact on risk for mortality and prolonged length of stay. Crit Care Med. 2012[cited 2017 Feb 22]40:196-203. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22564961

Child and Adolescent Health Measurement Initiative (CAHMI). Data resource center for child and adolescent health. [cited 2017 Feb 22]. Available from: http://www.cahmi.org

Rehm RS. Nursing's contribution to research about parenting children with complex chronic conditions: an integrative review, 2002 to 2012. Nurs Outlook. 2013[cited 2016 Dec 22]6(1):266-90. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23809600

Silveira A, Neves ET. Vulnerability of children with special health care needs: implications for nursing. Rev Gaúcha Enferm. 2012[cited 2016 Dec 22]33(4):172-80. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-14472012000400022&lng=en.

Ayres JRCM, Júnior I, Calazans GJ, Filho HC. O conceito de vulnerabilidade e as práticas de saúde: novas perspectivas e desafios. In: Czeresnia D, Freitas CM, organizadores. Promoção da saúde: conceitos, reflexões, tendências. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2003. p. 117-39.

Pedroso MLR, Motta MGC. Children and family living with chronic conditions: mesosystem in connection with program vulnerability. Texto Contexto Enferm. 2013[cited 2016 Dec 22]22(2):493-9. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072013000200027&lng=en

Rezende JMM, Cabral IE. As condições de vida das crianças com necessidades especiais de saúde: determinantes da vulnerabilidade social na rede de cuidados em saùde as crianças com necessidades especiais de saúde. Rev Pesq Cuid Fundam online. 2010[cited 2016 Dec 22]2(Supl.):22-5. Available from: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/773

Côa TF, Pettengill MAM. The vulnerability experienced by the family of children hospitalized in a pediatric intensive care unit. Rev Esc Enferm USP. 2011[cited 2016 Dec 22]45(4):825-32. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342011000400005&lng=en.

Connelly M, Anthony KK, Schanberg LE. Parent perceptions of child vulnerability are associated with functioning and health care use in children with chronic pain. J Pain Symp Management. 2012[cited 2016 Dec 22]43(5):953-60. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22285288

Nazareno LR, Junior PCS, Ignácio AS. Índice de vulnerabilidade das famílias paranaenses: mensuração a partir do cadastro único para programas sociais - Cad Único. Nota técnica IPARDES. 2012[cited 2017 May 12]. Available from: http://www.ipardes.gov.br/biblioteca/docs/Indice_Vulnerabilidade_familias.pdf

Oliveira TMV. Amostragem não probabilística: adequação de situações para uso e limitações de amostras por conveniência, julgamento e quotas. Adm online. 2001[cited 2017 May 12]2(3). Available from: http://www.fecap.br/adm_online/art23/tania2.htm.

Ministério da Saúde (BR). Estatuto da criança e do adolescente (ECA). 7ª ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2010.

Ayres JRCM, Paiva V, Junior I. From natural history of disease to vulnerability. In: Parker R, Sommer M. Routledge handbook in global public health. New York: Routledge; 2011.

Benedetto ES, Silveira E. Solo e raízes das dimensões individual, social e programática da vulnerabilidade e as sementes no processo de saúde da criança. Texto Contexto Enferm. 2013[cited 2017 May 12]12(1):68-84. Available from: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/article/viewFile/13240/9636

Cuevas PG, Romero CS, Guinea CL. Early child Intervention, fostering resiliences and formative competence in vulnerability context. Proced Soc Behav Sci. 2012[cited 2016 Jan 22]6:910-3. Available from: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1877042812031412

Costa EAO, Dupas G, Sousa EFR, Wernet M. Children's chronic disease: family needs and their relationship with the Family Health Strategy. Rev Gaúcha Enferm. 2013 [cited 2016 Jan 22]34(3):72-8. Available from: http://seer.ufrgs.br/index.php/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/30559/27301.

Salvato MA, Ferreira PCG, Duarte AJM'A. O impacto da escolaridade sobre a distribuição de renda. Estud Econ (São Paulo). 2010[cited 2016 Jan 22]40(4):753-91. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612010000400001

Amendola F, Alvarenga MRM, Gaspar JC, Yamashita CH, Oliveira MAC. Face validity of an index of family vulnerability to disability and dependence. Rev Esc Enferm USP. 2011[cited 2017 May 12]45(2):1736-42. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342011000800017&lng=en.

Sousa EFR, Costa EAO, Dupas G, Wernet M. Continued care for families of children with chronic diseases: perceptions of Family Health Program teams. Rev Esc Enferm USP. 2013 [cited 2017 May 12]47(6):1365-70. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v47n6/en_0080-6234-reeusp-47-6-01367.pdf

Silva DI, Chiesa AM, Veríssimo MLOR, Mazza VA. Vulnerability of children in adverse situations to their development: proposed analytical matrix. Rev Esc Enferm USP. 2013[cited 2016 Jan 22]47(6):1397-402. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342013000601397&lng=en.

Oliveira MLF. The explanatory conception of the concept of vulnerability, and nursing. Ciênc Cuid Saúde. 2013[cited 2015 Dec 22]12(4): 623. Available from: http://periodicos.uem.br/ojs/ind

Manoel MF, Teston EF, Waidman MAP, Dacesaro MN, Marcon SS. As relações familiares e o nível de sobrecarga do cuidador famliar. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2013[cited 2016 Jan 22]17(2):346-53. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452013000200020&lng=en

Publicado

09-11-2017

Como Citar

1.
Dias BC, Arruda GO de, Marcon SS. Vulnerabilidade familiar de crianças com necessidades especiais de cuidados múltiplos, complexos e contínuos. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 9º de novembro de 2017 [citado 29º de maio de 2024];21(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49881

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >> 

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.