Teoria da Constituição e Pensamento Político Brasileiro

primeiras aproximações

Autores

  • Felipe Vinícius Capareli Universidade Federal de Ouro Preto

DOI:

https://doi.org/10.35699/2525-8036.2021.33587

Palavras-chave:

Autoritarismo, Pensamento Político Brasileiro, Teoria da Constituição, Democracia

Resumo

A atual crise da democracia, tanto no Brasil quanto em outros países, tem provocado a escrita de um número cada vez maior de trabalhos acadêmicos que buscam entender as origens, as causas e as implicações sociais e institucionais provocadas pela escalada autoritária dos últimos anos. No Brasil, essas tentativas têm se limitado a reproduzir acriticamente essas interpretações oriundas, em sua grande maioria, da tradição anglo-saxão, dando origem a uma excessiva autonomização do direito constitucional e da teoria da constituição de seu contexto de gênese. A partir do referido diagnóstico, o presente artigo visa apresentar, ainda que de forma incipiente, de que modo o recurso ao chamado Pensamento Político Brasileiro, bem como sua relação com a teoria constitucional nacional pode oferecer um conjunto de hipóteses constitucionalmente adequadas para interpretação do tempo presente.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Vinícius Capareli, Universidade Federal de Ouro Preto

Acadêmico de Direito da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Pesquisa Teoria da Constituição e Pensamento Político e Social Brasileiro. É monitor da disciplina de Teoria da Constituição, editor da Revista Estudantil do Centro Acadêmico dos estudantes de Direito da UFOP (CAPP/UFOP) e membro do Núcleo de Estudos Direito, Modernidade e Capitalismo (UFMG) e do Núcleo de estudos Constitucionalismo e Aprendizagem Social (NECONS/UFMG). E-mail: caparelifelipe@gmail.com

Referências

CATTONI DE OLIVEIRA, Marcelo. Anotações a “Brasil, 2020: tentativa de diagnóstico”, de David F. L. Gomes. Revista de Ciências do Estado, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 1–10, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revice/article/view/e26210. Acesso em: 12 mar. 2021.

BARBOSA, Leonardo Augusto de Andrade. História constitucional brasileira: mudança constitucional, autoritarismo e democracia no Brasil pós 1964. 2ª reimpr. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2016

CATTONI DE OLIVEIRA, Marcelo. Direito e democracia no estado democrático de direito: três ensaios crítico-reconstrutivos no marco da teoria crítica da constituição. In: 1988-2018: o que constituímos? Homenagem a Menelick de Carvalho Netto nos 30 anos da Constituição de 1988. CATTONI, Marcelo; GOMES, David F.L (org). Belo Horizonte: Conhecimento Livraria e Distribuidora, 2019.

SANTOS, Wanderley Guilherme dos. Ordem Burguesa e Liberalismo Político: São Paulo. Duas Cidades, 1978.

SANTOS, Wanderley Guilherme dos. Poder e política: crônica do autoritarismo brasileiro. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1978.

SANTOS, Wanderley Guilherme dos. Quem dará o golpe no Brasil? Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1962.

FERREIRA FILHO, Manoel Gonçalves. A democracia possível. São Paulo: Saraiva, 1972.

GOMES, D. F. L.. Brasil, 2020: tentativa de diagnóstico. Revista de Ciências do Estado, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 1–39, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revice/article/view/e28895. Acesso em: 12 mar. 2021.

GOMES, David F. L. A constituição de 1824 e o problema da modernidade – o conceito moderno de constituição, a história constitucional brasileira e a teoria da constituição no Brasil. Belo Horizonte: Editora D’ Plácido, 2019.

GOMES, David F. L. Houve mão mais poderosa? Soberania e modernidade na independência do brasil. Belo Horizonte: Initia Via, 2015.

GOMES, David F. L. Limites de um governo conservador: pequeno ensaio sobre Constituição e identidades coletivas. Cadernos da Escola do Legislativo – Volume 21. Número 35 | jan/jun 2019, p.105-129.

GOMES, David F. L. Razões para uma ditadura: Manuel Gonçalves Ferreira Filho e a Democracia Possível. Revista do CAAP, Belo Horizonte: Número Especial: I Jornada de Estudos Jurídicos da UFMG p. 49 a p. 66 | jul./dez. 2010

GOMES, David F.L. A Escola de Frankfurt, o Pensamento Decolonial e suas debilidades complementares: para um universalismo a partir do Sul. In: Direito e economia: neocolonialismo, dívida ambiental, tecnologia, trabalho e gênero no sistema econômico global / Antônio Gomes de Vasconcelos, Ramiro Chimuris (coordenadores e organizadores). Disponível em: https://sites.direito.ufmg.br/prunart/wp-content/uploads/2020/11/Livro-2-Direito-e-Economia-Neocolonialismo.pdf. Acesso em: 2. Fev.2021

GOMES, David F.L. A perífrase esquecida: coragem e constituição. In: 1988-2018: o que constituímos? Homenagem a Menelick de Carvalho Netto nos 30 anos da Constituição de 1988. CATTONI, Marcelo; GOMES, David F.L (org). Belo Horizonte: Conhecimento Livraria e Distribuidora, 2019.

GOMES, David F.L. Constitucionalismo e dependência: em direção a uma Teoria da Constituição como Teoria da Sociedade. In: CUNHA, José Ricardo (org.). Teorias Críticas e Crítica do Direito. 2. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2020. p. 149-187.

GOMES, David F.L. GOMES, David F. L. . “Sobre nós mesmos”: Menelick de Carvalho Netto e o Direito Constitucional brasileiro pós-1988. Cadernos da Escola do Legislativo - e-ISSN: 2595-4539, [S.l.], v. 21, n. 36, p. 111-162, abr. 2020. ISSN 2595-4539. Disponível em: <https://cadernosdolegislativo.almg.gov.br/ojs/index.php/cadernos-ele/article/view/375>. Acesso em: 04 mar. 2021.

GUIMARÃES, Juarez. Um pensador da democracia: Wanderley Guilherme dos Santos – 1935-2019. In. MOREIRA, Marcelo Sevaybricker. O pensamento político de Wanderley Guilherme dos Santos. 1ª ed. Curitiba: Appris, 2020.

HABERLE, Peter. Hermenêutica constitucional: a sociedade aberta de interpretes da constituição: contribuição para interpretação pluralista e procedimental e procedimental da constituição. Trad. Gilmar Ferreira Mendes – Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Editor, 2003

HABERMAS, Jürgen. A inclusão do outro: Estudos de teoria política. São Paulo: Loyola, 2002.

HABERMAS, Jürgen. Facticidade e validade: contribuições para uma teoria discursiva do direito e da democracia; traduzido por Felipe Gonçalves Silva, Rúrion Melo – São Paulo: Editora Unesp, 2020.

LAMOUNIER, Bolívar. “Formação de um pensamento político autoritário na Primeira República: uma interpretação”. In: FAUSTO, Boris (Org.). História Geral da Civilização Brasileira (Tomo III – O Brasil Republicano, vol. 2). 3ª ed. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1985

LYNCH, Chrystian. A institucionalização da área do pensamento político brasileiro no âmbito das ciências sociais: revisitando a pesquisa de Wanderley Guilherme dos Santos (1963-1978). In. Leituras críticas sobre Wanderley Guilherme dos Santos. DULCI, Otávio Soares (org) – Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

LYNCH, Christian Edward Cyril. Cartografia do pensamento político brasileiro: conceito, história, abordagens. Rev. Bras. Ciênc. Polít., Brasília, n. 19, p. 75-119, abr. 2016. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522016000100075&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 04 mar. 2021. https://doi.org/10.1590/0103-335220161904.

LYNCH, Christian Edward Cyril. Idealismo e realismo na teoria política e no pensamento brasileiro: três modelos de história intelectual. Rev. Bras. Ciênc. Polít., Brasília, n. 34, e237103, 2021.

LYNCH, Christian Edward Cyril. Nada de novo sob o sol: teoria e prática do neoliberalismo brasileiro. Rev. Insight inteligência, Rio de Janeiro, ed.92 Jan/Fev/Mar. 2021, Disponível em: https://inteligencia.insightnet.com.br/nada-de-novo-sob-o-sol-teoria-e-pratica-do-neoliberalismo-brasileiro/. Acessado em: 6.abr. 2021

LYNCH, Christian Edward Cyril. Por que pensamento e não teoria? A imaginação político-social brasileira e o fantasma da condição periférica (1880-1970). Dados, Rio de Janeiro, v. 56, n. 4, p. 727-767, Dec. 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0011-52582013000400001&lng=en&nrm=iso>. access on 06 Apr. 2021. http://dx.doi.org/10.1590/S0011-52582013000400001

MOREIRA, Marcelo Sevaybricker. A democracia no pensamento político e social brasileiro do século XX. In: MENDONÇA, Ricardo Fabrino; CUNHA, Eleonora Schettini Martins (org.). Introdução à teoria democrática: conceitos, histórias, instituições e questões transversais. Belo Horizonte: Editora Ufmg, 2018. Cap. 5. p. 91-112.

MOREIRA, Marcelo Sevaybricker. Democracia no século XXI: Causas, sintomas e estratégias para superar suas crises. Lua Nova, São Paulo, n. 111, p. 15-49, dez. 2020. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010264452020000300015&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 12 mar. 2021. Epub 08-Fev-2021. https://doi.org/10.1590/01020035/111.

MOREIRA, Marcelo Sevaybricker. O pensamento político de Wanderley Guilherme dos Santos. 1ª ed. Curitiba: Appris, 2020.

MOREIRA, Marcelo Sevaybricker. Um voo de galinha? Um ensaio sobre a Nova República. Revista de Ciências do Estado. Belo Horizonte: v. 6, n. 1,e26212. ISSN: 2525-8036.

MOREIRA, Marcelo Sevaybricker; SANTOS, Ronaldo Teodoro dos. Cidadania Regulada e era Vargas: a interpretação de Wanderley Guilherme dos Santos e sua fortuna crítica. Estud. hist. (Rio J.), Rio de Janeiro, v. 33, n. 71, p. 539-558, dez. 2020. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010321862020000300539&lng=pt&nrm=iso>. Acessos em 04 mar. 2021. Epub 14-Set-2020. https://doi.org/10.1590/s217814942020000300006.

MOREIRA, Marcelo Sevaybricker. Conferência, Força e Consentimento: considerações sobre o golpe de 1964 e a ditadura militar. UFOP, 2021.

PAIXÃO, C. Direito, política, autoritarismo e democracia no Brasil: da Revolução de 30 à promulgação da Constituição da República de 1988. Araucaria, [S. l.], v. 13, n. 26, 2011. Disponível em: https://revistascientificas.us.es/index.php/araucaria/article/view/1379.Acesso em: 2 feb. 2021.

PAIXÃO, Cristiano. Autonomia, democracia e poder constituinte: disputas conceituais na experiência constitucional brasileira (1964-2014). Quaderni Fiorentini Per La Storia del Pensiero Giuridico Moderno: Autonomia. Unità e pluralità nel sapere giuridico fra Otto e Novecento, Firenze, v. 1, n. 43, p. 416-458, 2014. Disponível em: http://www.centropgm.unifi.it/quaderni/43/index.htm. Acesso em: 02 fev. 2021.

PAIXÃO, Cristiano. Entre regra e exceção: normas constitucionais e atos institucionais na ditadura militar brasileira (1964-1985). História do Direito, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 227 - 241, dec. 2020. ISSN 2675-9284. Disponível em: <https://revistas.ufpr.br/historiadodireito/article/view/78728>. Acesso em: 27 apr. 2021. doi:http://dx.doi.org/10.5380/hd.v1i1.78728.

PAIXÃO, Cristiano; CARVALHO, Cláudia Paiva. O conceito de crise constitucional: esboço, delimitação e sua aplicação à história do Brasil República. In: História do direito: entre rupturas, crises e descontinuidades. WEHLING, Arno; SIQUEIRA, Gustavo; BARBOSA, Samuel (org). Belo Horizonte: Arraes Editores, 2018.

PAIXÃO, Cristiano; NETTO, M. C. . Entre permanência e mudança: reflexões sobre o conceito de constituição. In: MOLINARO, Carlos Alberto; MILHORANZA, Mariângela Guerreiro; PORTO, Sérgio Gilberto. (Org.). Constituição, jurisdição e processo -- estudos em homenagem aos 55 anos da Revista Jurídica. 1ed.Sapucaia do Sul - RS: Notadez, 2007, v. 1, p. 97-109.

Downloads

Publicado

2021-06-29

Como Citar

CAPARELI, F. V. Teoria da Constituição e Pensamento Político Brasileiro: primeiras aproximações. Revista de Ciências do Estado, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 1–25, 2021. DOI: 10.35699/2525-8036.2021.33587. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revice/article/view/e33587. Acesso em: 17 out. 2021.