Práxis Interartística & Experiência Relacional nos Processos Pedagógicos

Criação, Crítica, Interdisciplinaridade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2020.20694

Palavras-chave:

Práxis Artística, Experiência Relacional, Criação, Crítica, Interdisciplinaridade

Resumo

O artigo investiga como as experiências relacionais que podem modificar a prática artística no espaço educativo. Pretendemos mostrar como os métodos interdisciplinares que integram o campo da arte, do design, da moda e da arquitetura são orientados pelas vivências das práxis interartísticas nas experiências de integração de ateliers em programas de residências inseridas no espaço escolar. Trata-se de examinar como a vivência de programas interdisciplinares estrutura as ações pedagógicas, sensibilizando os educandos para a noção da co-criação. Nosso artigo explora as ideias elaboradas por Roland Barthes a respeito do viver junto, tomando como elemento conceitual o sentido da estética da delicadeza. O propósito do texto é colocar em questão os métodos de trabalho utilizados na partilha do ato criativo.

Biografia do Autor

Angelica Oliveira Adverse, Universidade Federal de Minas Gerais - Brasil

Doutora em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais com estágio de pesquisa (doutorado sanduíche) pela Universidade Paris I - Sorbonne. Mestre em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (2011). Especialista em Filosofia pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais (2000). É professora do Departamento de Desenho da Escola de Belas Artes da UFMG. Trabalha com pesquisas sobre a arte, o design e a moda a partir de investigações sobre a filosofia da arte e estética. Desenvolve trabalhos propondo diálogos entre a arte, a moda e o design por meio de suportes diferenciados como os livros de artista, o vestuário, o design de superfície, o desenho e por registros documentais fotográficos.

Referências

BACHELARD, Gaston. A Poética do Espaço. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

BÉGUERY, Fanny; MALCOR, Adrien. Enfantillages Outillés. Un atelier sur la Machine. Région Aquitaine Limousin Poitou-Charentes: L’Arachnéen, 2016.

BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean-Claude. A Reprodução. Elementos para uma Teoria do Sistema de Ensino. Rio de Janeiro: Vozes, 2014.

BOURRIAUD, Nicolas. Estética Relacional. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

CHATEAU, Dominique. Qu’est-ce qu’un Artiste? Rennes: Presses Universitaires de Rennes, 2008.

CEPPI, Giulio; ZINI, Michele. Crianças, Espaços, Relações. Porto Alegre: Penso, 2013.

CUNHA, Susana Rangel V. Arte Contemporânea & Educação Infantil. Porto Alegre: Mediação, 2017.

DAUTREY, Jehanne. Strange Design. Du Design des Objets au Design des Comportaments. Paris: It Éditions, 2014.

EDWARDS, Carolyn; GANDINI, Lella; FORMAN, George. As Cem Linguagens da Criança. A experiência de Reggio Emilia em Transformação. Porto Alegre: Penso, 2016.

FIEDLER, Konrad. Sur L’Origine de l’Activité Artistique. Paris: Éditions D’Ulm, 2003.

GELL, Alfred. Arte & Agência. São Paulo: Ubu, 2018.

GOUDINOUX, Véronique. Chercher avec les artistes: ênquete sur les pratiques artistiques collaboratives contemporaines. In: CHOMARAT-RUIZ, Catherine. De l’Ateleir au Labo: Inventer la recherche en art et design. Paris: Harmann, 2018.

HEINICH, Nathalie. Le Paradigme de l’Art Contemporain: Structures d’une Révolution Artistique. Paris: Gallimard, 2014.

INNOVER DANS L’ÉCOLE PAR LE DESIGN. Paris: Cité du Design; Canopé Éditions, 2017.

GLISSANT, Edouard. O Mesmo e o Diverso. GLISSANT, Edouard. Le discours Antillais. Paris: Seuils, 1981. p.190-201.

GUATTARI, Félix. Caosmose. Um Novo Paradigma Estético. São Paulo: 34, 2000.

GUYAU, Jean-Marie. A Arte do Ponto de Vista Sociológico. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

MICHAUX, Henri. Œuvres Complètes. Paris, 2004, p. 1336.

MORAIS, Frederico; GOGAN, Jessica. Domingos da Criação: Uma Coleta Poética do Experimental em Arte & Educação. Rio de Janeiro: Instituto Mesa, 2017.

MORIN, Edgar. Introdução ao Pensamento Complexo. Porto Alegre: Sulina, 2015.

PAULA, José Antônio. A Transdisciplinaridade e os desafios Contemporâneos. Belo Horizonte: UFMG, 2008.

POPELARD, Marie-Hélène. Art, Éducation et Politique. Paris: Sandre Actes, 2012.

PROENÇA, Maria Alice. Prática Docente. Abordagem Reggio Emilia e o Trabalho com Projetos, Portifólios & Redes Formativas. São Paulo: Panda, 2018.

REGNARD, Fraçoise. L’Éducation Artistique: Un geste Politique. In: POPELARD, Marie-Hélène. Art, Éducation et Politique. Paris: Sandre Actes, 2012.

SALLES, Cecilia Almeida. Crítica dos Processos de Criação: Interações como Campo de Possibilidades. In: CONRADO, Marcelo. Da Arte Contemporânea: autoria, uso de imagem, processo de criação e outras questões. Curitiba: Ed. do autor, 2018.

VAUDAY, Patrik. L’Art Contre L’Ésthétique? In: POPELARD, Marie-Hélène. Art, Éducation et Politique. Paris: Sandre Actes, 2012.

Downloads

Publicado

2020-11-29 — Atualizado em 2020-12-01

Versões

Como Citar

ADVERSE, A. O. Práxis Interartística & Experiência Relacional nos Processos Pedagógicos: Criação, Crítica, Interdisciplinaridade. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, Belo Horizonte, v. 10, n. 20, p. 21–55, 2020. DOI: 10.35699/2237-5864.2020.20694. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/20694. Acesso em: 25 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos - Seção temática