Universidade, letramentos e novas tecnologias no contexto da Educação do Campo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/1983-3652.2021.26765

Palavras-chave:

Universidade, Letramentos, Letramentos acadêmicos, Letramentos digitais, Educação do campo

Resumo

Este trabalho traz reflexões sobre os letramentos ligados às esferas acadêmica e digital de graduandos de um curso denominado Licenciatura em Educação do Campo, ofertado pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM. Como objetivo principal, será apresentado como, no discurso desses estudantes, a universidade oportuniza eventos de letramento e suas relações com as novas tecnologias. A metodologia de pesquisa conta com a análise de tecnobiografias que, entendidas como narrativas biográficas das relações do estudante com as novas tecnologias, podem trazer informações de relevância para se entender a relação dos futuros professores não apenas com os letramentos acadêmicos, mas também a relação dos letramentos com as novas tecnologias. Nota-se que muitos têm suas primeiras experiências com gêneros das esferas acadêmica e digital já na universidade por meio de metodologias que se mostram bastante produtivas. Como resultado, conseguem ampliar não somente as habilidades necessárias às práticas letradas de suas novas esferas de interação, mas também suas leituras de todo um conjunto de significados envolvido nos novos contextos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Henrique Silva de Castro, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)

Carlos Henrique Silva de Castro é professor e pesquisador em Linguagem e Tecnologia, Ensino de Português e Diversidade e Educação. É doutor em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG / 2011-2015) com período sanduíche na University of California, Santa Barbara (UCSB / 2013-2014). Fez estágio pós-doutoral também na UFMG (2018-2019) com pesquisa acerca de letramentos digitais e educação do campo. Atua no Ensino Superior pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) no curso Licenciatura em Educação no Campo, habilitação em Linguagens e Códigos. Na mesma instituição, é professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas (PPG-CH), Linha de Pesquisa Estudos da Linguagem e Cultura. É mestre em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local pelo Centro Universitário UNA (2009-2010). É especialista em Projetos Editoriais Impressos e Multimídia pelo Centro Universitário UNA (2007-2008) e em Design Instrucional pela Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI / 2008-2009). É bacharel e licenciado em Letras/Português pela UFMG (2000-2005) e licenciado em Inglês pelo Centro Universitário Cesumar (2019-2021). Coordena o CILTec-Online (Congresso Internacional de Linguagem e Tecnologia Online) e é editor-chefe dos anais do evento desde 2017.

Referências

ANTUNES, Irandé. Aula de português: encontro & interação. São Paulo, SP: Parábola, 2003. (Série Aula, 1).

BAKHTIN, Mikhail [=Valentin Volóchinov]. Marxismo e filosofia da linguagem. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2006.

BAKHTIN, Mikhail. Speech Genres and Other Late Essays. Austin: University of Texas Press, 1986.

BARKHUIZEN, Gary Patrick; BENSON, Phil; CHIK, Alice. Narrative inquiry in language teaching and learning research. New York; London: [s.n.], 2014.

BENSON, Phil. Language Learning Careers as a Unit of Analysis in Narrative Research. TESOL Quarterly, v. 45, n. 3, p. 545–553, set. 2011.

CASTRO, Carlos Henrique Silva de. a reflexão sobre práticas de leitura e escrita para o fomento de novos letramentos: propósito funcional, tecnologias digitais, educação do campo e produção de gêneros discursivos na universidade. In: ANAIS eletrônicos. Recife: NEHTE–Núcleo de Estudos de Hipertexto e Tecnologias na Educação, 2017. p. 32–53. Disponível em: https://url.gratis/tKIJI. Acesso em: 5 abr. 2021

FISCHER, Adriana. A construção de letramentos na esfera acadêmica. 2007. Tese (Doutorado em Linguística) – Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/89764. Acesso em: 5 abr. 2021.

FREIRE, Paulo. A importancia do ato de ler: em tres artigos que se completam. 51. ed. São Paulo (SP): Cortez, 2011.

KENNEDY, Helen. Technobiography: researching lives, online and off. Biography, v. 26, n. 1, p. 120–139, 2003. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/23540390. Acesso em: 5 abr. 2021.

LEA, Mary R.; STREET, Brian V. The “Academic Literacies” Model: Theory and Applications. Theory Into Practice, v. 45, n. 4, p. 368–377, nov. 2006. DOI: 10.1207/s15430421tip4504_11. Disponível em: http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1207/s15430421tip4504_11. Acesso em: 5 abr. 2021.

MAGNANI, Luiz Henrique; CASTRO, Carlos Henrique Silva de; MARQUES, Luiz Otávio Costa. Da política pública de educação do campo à prática acadêmica para a formação de professores. Revista Educação e Políticas em Debate, v. 07, n. 01, abr. 2018. DOI: 10.14393/REPOD.issn.2238-8346.v7n1a2018-06. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/46397. Acesso em: 5 abr. 2021.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. 2. ed. São Paulo, SP: Cortez Editora, 2001.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. Sao Paulo: Parábola Editorial, 2008. (Educação linguística).

MURPHEY, Tim; CHEN, Jin Brenda; CHEN, Li-Chi. Learner’s Constructions of Identities and Imagined Communities. In: BENSON, Phil; NUNAN, David (Org.). Learners’ Stories: Difference and Diversity in Language Learning. Cambridge: Cambridge University Press, 2004. p. 83–100.

SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula; NUNES, João Arriscado. Para ampliar o cânone da ciência: a diversidade epistemológica do mundo. In: SOUZA SANTOS, Boaventura de (Org.). Semear outras soluções: os caminhos da biodiversidade e dos conhecimentos rivais. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005. p. 21–121.

SILVA, Wagner Rodrigues; PEREIRA, Bruno Gomes. Letramento acadêmico no estágio supervisionado da Licenciatura. Raído, v. 7, n. 13, p. 37–60, jul. 2013. Disponível em: https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/Raido/article/view/2487. Acesso em: 6 abr. 2021.

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica, 1998.

STREET, Brian. Letramentos Sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

TAKAKI, Nara Hiroko. Letramentos na sociedade digital: navegar é e não é preciso. 2008. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo. Disponível em: https://www.teses.usp.br/tese/disponiveis/8/8147/tde-05022009-113813/publico/TESE_NARA_HIROKO_TAKAKI.pdf. Acesso em: 5 abr. 2021.

Downloads

Publicado

2021-04-07

Como Citar

CASTRO, C. H. S. de. Universidade, letramentos e novas tecnologias no contexto da Educação do Campo. Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Belo Horizonte-MG, v. 14, n. 1, p. e26765, 2021. DOI: 10.35699/1983-3652.2021.26765. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/26765. Acesso em: 21 jun. 2021.

Edição

Seção

Linguística e Tecnologia