Consumo, comportamento ingestivo e perfil metabólico de ovinos alimentados com ração extrusada com diferentes relações volumoso:concentrado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2447-6218.2020.20412

Palavras-chave:

Nutrição, Ruminantes, Metabolismo, Ovis aries

Resumo

Objetivou-se avaliar o efeito da utilização de ração extrusada com diferentes relações volumoso:concentrado (V:C) sob o consumo, comportamento ingestivo e parâmetros sanguíneos em ovinos. Foram utilizados cinco machos ½ Dorper e ½ Santa Inês, não castrados, com peso corporal médio de 34,5±4,10 kg e idade média de sete meses. O delineamento experimental utilizado foi o Quadrado Latino 5x5. Os tratamentos utilizados foram diferentes relações V:C (%) de ração extrusada, sendo as seguintes 30:70, 40:60, 50:50, 60:40 e 70:30. As variáveis mensuradas foram consumo de matéria seca (CMS), tempo em ingestão, ruminação, ócio e mastigação e as relações destes com o CMS dos animais. Os metabólitos energéticos e hepáticos analisados foram frutosamina, colesterol total, triglicerídeos, lipoproteína de baixíssima densidade (VLDL), fosfatase alcalina, gama-glutamiltransferase e aspartato-aminotransferase. Os metabólitos proteicos e minerais analisados foram ureia, ácido úrico, albumina, creatinina, proteínas totais, cálcio, fósforo e magnésio. Não houve efeito da utilização da ração extrusada nas diferentes relações V:C sobre a concentração dos metabólitos estudados, com exceção do ácido úrico. Também não se verificou efeito sobre CMS e comportamento ingestivo. Conclui-se que ovinos alimentados com ração extrusada nas relações V:C estudadas conseguem manter estável o metabolismo energético, proteico e mineral sem desenvolvimento de problemas no fígado e rins.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Aguiar, M.S.M.A.; Silva, F.F.; Donato, S.L.R.; Schio, A.R.; De Souza, D.D.; Meneses, M.A.; Lédo, A.A.; 2015. Síntese de proteína microbiana e concentração de ureia em novilhas leiteiras alimentadas com palma forrageira Opuntia. Semina: Ciências Agrárias, 36(2):999-1012. Doi: 10.5433/1679-0359.2015v36n2p999.

Association of Oficial Analytical Chemists – AOAC. 1995. Official methods of analysis. 16 ed. Washington: D.C.

Bal, M.A.; Büyükünal Bal, E.B. 2010. Interaction between particle sizes of alfalfa hay and corn grain on milk yield, milk composition, chewing activity, and ruminal pH of dairy cows. Turk J Vet Anim Sci, 34(1): 83-89. Doi: 10.3906/vet-0901-11.

Beigh, Y.A.; Ganai, A.M.; Ahmad, H.A. 2017. Prospects of complete feed system in ruminant feeding: A review. Veterinary Word, 10(4): 424-437. Doi: 10.14202/vetworld.2017.424-437.

Bürger, P.J.; Pereira, J.C.; Queiroz, A.C.; Silva, J.F.C.; Valadares Filho, S.C.; Cecon, P.R.; Casali, A.D.P. 2000. Comportamento ingestivo em bezerros holandeses alimentados com dietas contendo diferentes níveis de concentrado. Revista Brasileira de Zootecnia, 29(1): 236-242. Doi: 10.1590/S1516-35982000000100031.

Byskov, M.V.; Nadeau, E.B.E.; Johansson, O.; Norgaard, P. 2015. Variations in automatically recorded rumination time as explained by variations in intake of dietary fractions and milk production and between-cow variation. Journal of Dairy Science, 98: 3926-3937. Doi: 10.3168/jds.2014-8012.

Cochran, W.G. 1941. The distribution of the largest of a set of estimated variances as a fraction of their total. Annals of Human Genetics, 11(1): 47-52. Doi: 10.1111/j.1469-1809.1941.tb02271.x.

Dokovic, R.; Jasovic, B. 2010. Blood biochemical parameters and enzyme activity in beef cattle. Acta Agriculturae Serbica, 15(29): 47-54. Disponível em: https://scindeks-clanci.ceon.rs/data/pdf/0354-9542/2010/0354-95421029047D.pdf.

Dukes, H.H. 2006. Fisiologia dos Animais Domésticos. 12ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 954p.

Figueiredo, M.R.P.; Saliba, E.O.S.; Borges, I.; Rebouças, G.M.N.; Aguiar e Silva, F.; Sá, H.C.M. 2013. Comportamento ingestivo de ovinos alimentados com diferentes fontes de fibra. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec, 65(2): 485-489. Doi: 10.1590/S0102-09352013000200026.

Gomes, S.P.; Borges, A.L.C.C.; Borges, I.; Macedo Júnior, G.L.; Silva, A.G.M.;Pancoti, C.G. 2012. Efeito do tamanho de partícula do volumoso e da frequência de alimentação sobre o consumo e a digestibilidade em ovinos. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, 13(1): 137-149. Doi: 10.1590/S1519-99402012000100012.

González, F.H.D.; Scheffer, J.F.S. 2003. Perfil sanguíneo: ferramenta de análise clínica, metabólica e nutricional. In: I simpósio de patologia clínica veterinária da região sul do Brasil, 1 ed. Rio Grande do Sul, 73-88. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/13177

Johnson, T.R.; Combs, D.K. 1991. Effects of prepartum diet, inert rumen bulk, and dietary polyethylene glycol on dry matter intake of lactating dairy cows. Journal of. Dairy Science, 74(3): 933-944. Doi: 10.3168 / jds.S0022-0302 (91) 78243-X.

Kaneko, J.J.; Harvey, J.W.; Bruss, M.L. 2008. Clinical biochemistry of domestic animals.6ª ed. New York; Academic Press;928p.

Kleen, J.L.; Hooijer, G.A.; Rehage, J.; Noordhizen, J.P.T.M. 2003. Subacute ruminal acidosis (SARA): a review. Journal of veterinary medicine, 50:406-414. Doi: 10.1046/j.1439-0442.2003.00569.x.

Moharrery, A. 2010. Effect of Particle Size of Forage in the Dairy Ration on Feed Intake, Production Parameters and Quantification of Manure Index. Asian-Australian Journal of Animal Science, 23(4): 483-490. Doi: 10.5713/ajas.2010.90390.

National Research Council - NRC. 2007. Nutrient Requirements of Small Ruminants: Sheep, Goats, Cervids, and New World Camelids. Washington, DC: The National Academies Press.

Oetzel, G.R. 2017. Diagnosis and management of subacute ruminal acidosis in dairy herds. Vet Clin Food Animal, 33: 463-480. Doi: 10.1016/j.cvfa.2017.06.004.

Oliveira, K.A.; Macedo Junior, G.L.; Silva, S.P.; Araújo, C.M.; Varanis, L.F.M.; Sousa, L.F. 2018. Nutritional and metabolic parameters of sheep fed with extrused roughage in comparison with corn silage. Semina: Ciências Agrárias, 39(4): 1795-1804. Doi: 10.5433/1679-0359.2018v39n4p1795.

Rennó, L.N.; Valadares Filho, S.C.; Valadares, R.F.D.; Paulino, M.F.; Rennó, F.P.; Silva, P.A. 2008. Níveis de ureia na ração de novilhos de quatro grupos genéticos: estimativa da produção de proteína microbiana por meio dos derivados de purinas na urina utilizando duas metodologias de coleta. Revista Brasileira de Zootecnia, 37(3): 546-555. Doi: 10.1590/S1516-35982008000300021.

Saeed, A.O.; Sazili, A.Q.; Akit, H.; Alimon, A.R.; Samsudin, A.A.B. 2018. Effect of corn supplementation on purine derivatives and rumen fermentation in sheep fed PKC and urea-treated rice straw. Tropical Animal Health Production. 50: 1859-1864. Doi: 10.1007 / s11250-018-1636-1.

Salman, A.K.D. 2008. Utilização da amireia na alimentação de ruminantes. Embrapa Rondônia, 1:21. Disponível em: <https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/CPAF-RO-2010/13294/1/doc126-amireia-.pdf.

Santos, R.P.; Sousa, L.F.; Sousa, J.T.L.; Andrade, M.E.B.; Macedo Junior, G.L.; Da Silva, S.P. 2015. Parâmetros sanguíneos de cordeiros em crescimento filhos de ovelhas suplementadas com níveis crescentes de propilenoglicol. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, 10(3): 473-478. Doi: 10.5039/agraria.v10i3a4924.

Santos, T.C.P.; Alfaro, C.E.P.; Figueiredo, S.M. 2011. Aspectos sanitários e de manejo em criações de caprinos e ovinos na microrregião de patos, região semi-árida da Paraíba. Ciência Animal Brasileira. 12(2), 206-212. Doi: 10.5216/cab.v12i2.4420.

Statistical Analysis System SAS. 2012. SAS Software. Version 9.4. Cary, North Carolina: SAS Institute Inc.

Seo, S.; Lanzas, C.; Tedeschi, L.O.; Pell, A.N.; Fox, D.G. 2009. Development of a mechanistic model to represent the dynamics of particle flow out of the rumen and to predict rate of passage of forage particles in dairy cattle. Journal of Dairy Science, 92: 3981-4000. Doi: 10.3168/jds.2006-799.

Shapiro, S.S.; Wilk, M.B. 1965. An Analysis of Variance Test for Normality, (Complete Samples). Biometrika, 52(3/4), 591-611. Doi: 10.2307/2333709.

Silva, D.A.P.; Varanis, L.F.M.; Oliveira, K.A.; Sousa, L.M.; Siqueira, M.T.S.; Macedo Júnior, G.L. 2020. Parâmetros de metabólitos bioquímicos em ovinos criados no Brasil. Caderno de ciências agrárias, v. 12, p. 1-5. Doi: 10.35699/2447-6218.2020.20404.

Tedeschi, L.O.; Molle, G.; Menendez, H.M.; Cannas, A.; Fonseca, M.A. 2019. The assessment of supplementation requirements of grazing using nutrition models, 3(2): 812-828. Doi: 10.1093/tas/txy140.

Varanis, L. F. M. 2018. Prospecção de metabólitos sanguíneos referenciais para ovinos em distintas categorias. Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia, 90f. Dissertação Mestrado. Disponível em: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21703.

Vieira, J.S.; Logato, P.V.R.; Ribeiro, P.A.P.; Freitas, R.T.F.; Fialho, E.T. 2005. Efeito do processamento do milho sobre o desempenho e composição de carcaça de piaba (Leporinusfriderici) criada em tanques-rede. Ciência Agrotécnica, 29(2): 453-458. Doi: 10.1590/S1413-70542005000200025.

White, R.R.; Hall, M.B.; Firkins, J.L.; Kononoff, P.J. 2017. Physically adjusted neutral detergente fiber system for lactating dairy cow rations. I: Deriving equations that identify factors that influence effectiveness of fiber. Journal of Dairy Science, 100: 9551-9568. Doi: 10.3168/jds.2017-12766.

Downloads

Publicado

2020-10-31

Como Citar

Ruela, P. A. C., Oliveira, K. A. de, Sousa, L. M., Silva, S. P. da, Sousa, L. F., & Macedo Júnior, G. . de L. (2020). Consumo, comportamento ingestivo e perfil metabólico de ovinos alimentados com ração extrusada com diferentes relações volumoso:concentrado. Caderno De Ciências Agrárias, 12. https://doi.org/10.35699/2447-6218.2020.20412

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)