O O choro dos bebês e a docência na creche

Autores

Palavras-chave:

Docência com bebês, Bebês, Educação Infantil, Creche, Choro

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar as re(ações) das professoras e da auxiliar de apoio à Educação Infantil, diante do choro dos bebês, nas interações estabelecidas em uma Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) de Belo Horizonte – MG, tendo como referência a literatura e os documentos norteadores da Educação Infantil no âmbito nacional e municipal. Trata-se de uma pesquisa de mestrado de abordagem qualitativa que teve como principal método a observação participante em uma turma composta por 12 bebês, 4 professoras e 1 auxiliar. As observações, realizadas durante o 2° semestre do ano de 2017, foram registradas em diário de campo e por meio de vídeo gravações. Com base nas análises, indica-se a pertinência de mais pesquisas sobre as expressões dos bebês e sobre as posturas e ações das professoras e auxiliares, tendo em vista as possibilidades e limites de formação profissional e humana para o trabalho de cuidado e educação neste contexto. Reitera-se ainda a importância de proporcionar momentos de reflexão sistemáticos sobre as práticas educativas.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Pedrosa Coutinho Marques, FaE/ UFMG

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-graduação Conhecimento e Inclusão Social da Faculdade de Educação (FaE) da UFMG na linha de pesquisa "Infância e Educação Infantil. Mestre em Educação pelo Programa de Pós-graduação Conhecimento e Inclusão Social da Faculdade de Educação (FaE) da UFMG na linha de pesquisa "Infância e Educação Infantil". Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2014). Tem experiência na área da Educação, como coordenadora, professora e como formadora de professores. É Integrante do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Infância e Educação Infantil (NEPEI) da Faculdade de Educação da UFMG.Temas de interesse: Educação Infantil; Infância, Bebês e suas relações afetivas na creche, Relações professoras e crianças, Formação e identidade docente na Educação Infantil. 

Iza, Fae/UFMG

Possui graduação em Psicologia - Psicólogo pela Universidade de Brasília (1998), graduação em Licenciatura em Psicologia pela Universidade de Brasília (1997), mestrado em Psicologia pela Universidade de Brasília (2000) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2005). Atualmente é professora associada da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (FaE/UFMG) e do Programa de Pós-graduação em Educação: Conhecimento e Inclusão Social da FaE/UFMG. Foi coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Infância e Educação Infantil da FaE/UFMG (2017-2019). Tem experiência nas áreas de Psicologia e Educação, com ênfase em Psicologia do Desenvolvimento Humano, seus projetos de ensino, pesquisa e extensão se concentram principalmente nos seguintes temas/áreas: Relações entre crianças e adultos em contextos escolares e não escolares; Educação Infantil em contextos urbanos e rurais; Formação de professores da/na Educação Infantil, Agressividade na primeira infância; Infância e processo de desenvolvimento humano.

Publicado

2022-07-06

Edição

Seção

Artigos