GÊNERO NA FORMAÇÃO EM PEDAGOGIA: CONCEPÇÕES DE FUTURAS(OS) DOCENTES A PARTIR DE CINCO CONCEITOS

Autores

  • MATHEUS ESTEVÃO FERREIRA DA SILVA Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP)
  • TÂNIA SUELY ANTONELLI MARCELINO BRABO Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP)
  • ALESSANDRA DE MORAIS Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP)

Palavras-chave:

Educação, Gênero, Formação inicial docente, Pedagogia

Resumo

Este artigo objetivou apresentar as concepções de graduandas(os) em Pedagogia, de uma
universidade pública paulista, sobre o conceito de gênero, relacionando os conceitos evidenciados em
suas concepções com a produção da literatura de gênero feminista. Para tal, explora-se resultados obtidos
a partir de um questionário aberto, utilizando-se da técnica de Análise de Conteúdo (AC). A amostra
participante consistiu em 165 sujeitos (N=165), matriculados nos anos inicial e final do curso, que
ambientou a pesquisa, o que atribuiu à investigação o desenho transversal de pesquisa. Ressalta-se que as
concepções das(os) graduandas(os) sobre o conceito de gênero distribuíram-se em cinco principais
conceitos: em concepção 1) polissêmica; 2) biologizante e religiosa; 3) funcionalista; 4) identitária; e 5)
associada à sexualidade. Conclui-se que as(os) participantes não detêm uma formação em gênero fundada
no conhecimento científico proveniente das produções da literatura de gênero feminista, com exceção
das(os) que compreendem gênero nas perspectivas identitária e funcionalista, mas que se mostram em
noções frágeis e sem a evocação de determinada teoria ou autor(a) da literatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-12-03

Edição

Seção

Artigos