A locução esportiva na TV, o infotenimento e o uso dos bordões os casos de Silvio Luiz e Rômulo Mendonça

Conteúdo do artigo principal

Renata de Paula dos Santos
Zeca Marques

Resumo

As narrações esportivas televisivas no Brasil caracterizam-se por aproveitar diversas influências do rádio. Este artigo analisa o trabalho de Silvio Luiz e Rômulo Mendonça, narradores esportivos que começaram no rádio e que chegaram à TV e que se notabilizaram pelo uso de bordões para descrever o que acontece em campo e em quadra. Por meio de uma pesquisa exploratória, de revisão bibliográfica, nosso objetivo é analisar como estes dois narradores recorrem ao humor e às referências externas ao campo do futebol para descrever ao público os detalhes da partida; para isso recorremos ao conceito de infotenimento. Outros referenciais teóricos com que trabalhamos incluem os gêneros jornalísticos, a cobertura esportiva na televisão e o próprio infotenimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Santos, R. de P. dos, & Marques, J. C. (2022). A locução esportiva na TV, o infotenimento e o uso dos bordões: os casos de Silvio Luiz e Rômulo Mendonça. FuLiA/UFMG, 6(2), 178–200. https://doi.org/10.35699/2526-4494.2021.29300
Seção
PARALELAS
Biografia do Autor

Renata de Paula dos Santos, Unesp

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Mestre em Comunicação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e graduada em Comunicação Social: Jornalismo pela mesma instituição.

Zeca Marques, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Livre-Docente em Comunicação e Esporte pela Unesp. Doutor em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP.

Referências

BRASIL NÃO É MAIS O DEUS soberano do futebol, afirma Silvio Luiz. Agên-cia Brasil. Disponível em: https://bit.ly/3kNhobD. Acesso em: maio 2021.

BUCCI, Eugenio. Sobre ética e imprensa. São Paulo: Cia das Letras, 2000.

CASTILHO, Luca. Bordões eternizam os grandes locutores esportivos do rádio. Disponível em: https://bit.ly/3DpVjHr. Acesso em: maio 2021.

CHALHUB, Samira. Funções da linguagem. São Paulo: Ática, 1999.

CHAPARRO, Manuel Carlos. Sotaques d’aquém e d’além mar: travessias para uma nova teoria de gêneros jornalísticos. São Paulo: Summus, 2008.

DEJAVITE, Fabia Angélica. INFOtenimento: informação + entretenimento no jornalismo. São Paulo: Paulinas, 2006.

DEJAVITE, Fabia Angélica. Mais do que economia e negócios: o jornalismo de infotenimento no jornal Gazeta Mercantil. Comunicação & Inovação. São Ca-etano do Sul, v. 3, n. 6, p. 64-72, 2003.

FUTEBOL DITARÁ CRESCIMENTO do streaming para os próximos anos. Site Marketing Esportivo. Disponível em: https://bit.ly/3CoOBjE. Acesso em: maio 2021.

GOMES, Itânia. O embaralhamento de fronteiras entre informação e entreteni-mento e a consideração do jornalismo como processo cultural e histórico. In: DUARTE, Elizabeth Bastos; CASTRO, Maria Lília Dias de. (Orgs). Em torno das mídias: práticas e ambiências. Porto Alegre, Sulina, 2008.

GOMES, Mayra Rodrigues. Jornalismo e ciências da linguagem. São Paulo: Hacker Editores/Edusp, 2000.

LUCCHESI, Gustavo. Em entrevista exclusiva, narrador Rômulo Mendonça fala sobre sucesso e bordões. Folha de Pernambuco, 07 fev. 2017. Disponível em: https://bit.ly/3cllJhv. Acesso em: maio 2021.

MACHADO, Marcia Benetti. Jornalismo e perspectivas de enunciação: uma abordagem metodológica. Intexto, Porto Alegre, v. 1, n. 14, p. 1-11, 2006.

MALAVOLTA, Luiz; LEAL, Luís Eduardo; TAGLIAFERRI, Mauro. Locutor Os-mar Santos sofre acidente no interior de SP. Folha de São Paulo, 24 dez. 1994. Disponível em: https://bit.ly/3Fn0Q1V. Acesso em: maio 2021.

MARQUES DE MELO, José. A opinião no jornalismo brasileiro. Petrópolis: Vozes, 1985.

MARQUES DE MELO, José; ASSIS, Francisco de. Gêneros e formatos jornalís-ticos: um modelo classificatório. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. São Paulo, v. 39, n. 1, 2016.

MARQUES, José Carlos. Os desafios da TV brasileira na cobertura esportiva: informação versus entretenimento. In: PESSÔA TEMER, Ana Carolina Rocha; SANTOS, Marli. Fronteiras híbridas do jornalismo. Curitiba: Appris: 2015.

MESQUITA, Patrick. Rômulo é aclamado na web após narrar finais e vibra com crescimento da NBA. Disponível em: https://bit.ly/3nmhjNK. maio 2021.

O QUE A SELEÇÃO BRASILEIRA de vôlei e a banda Rouge têm em comum? Rômulo Mendonça! Revista Veja. Disponível em: https://bit.ly/30yLjgs. Acesso em: maio 2021.

FREITAS, Bruno; LIMA, Vanderlei. Olho (incansável) no lance. Portal UOL. Disponível em: https://bit.ly/2YVgfXL. Acesso em: maio 2021.

ROCCO JUNIOR, Ary José; BELMONTE, Wagner Barge. Da informação ao entretenimento: análise do jornalismo esportivo brasileiro pela trajetória históri-ca da Revista Placar. Anais do Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste, 2014, Vila Velha. Disponível em: https://bit.ly/3Ds8yqS. Acesso em: maio 2021.

RÔMULO MENDONÇA VAI NARRAR FINAL DA NBA após repercutir em pro-grama nos EUA. UOL Esporte. Disponível em: https://bit.ly/3wUGbz7. Acesso em: maio 2021.

SILVIO LUIZ CONTA ORIGEM dos bordões e dispara: “tem muito babaca aí que é metido a gênio, eu vi Pelé”. Lance. Disponível em: https://bit.ly/30sphvI. Acesso em: maio 2021.

SILVIO LUIZ. Terceiro Tempo [verbete]. Disponível em: https://bit.ly/3qNxjKK. Acesso em: maio 2021.

TEMER, Ana Carolina Rocha Pessôa. ‘O time está dando o melhor de si’: as-pectos do esporte na programação da televisão brasileira. In: MARQUES, José Carlos; MORAIS, Osvando J. de (Orgs.). Esportes na Idade Mídia: diversão, informação e educação. São Paulo: Intercom, 2012. p. 285-312.

TUBINO, Manoel José Gomes; GARRIDO, Fernando Antonio Cardoso; TUBI-NO, Fábio Mazeron. Dicionário Enciclopédico Tubino do Esporte. Rio de Janeiro: SENAC, 2007.

VOLPATO, Leonardo. Narrador da ESPN, Rômulo Mendonça dá apelido até para bola e vira destaque nos EUA. Folha de São Paulo, 21 jul. 2019. Dispo-nível em: https://bit.ly/3owm8TY. Acesso em: maio 2021.

WARKEN, Júlia. Marta já tem mais gols em Copas do que Romário, Garrincha e Neymar juntos. Cláudia, 23 jun. 2019. Disponível em: https://bit.ly/3HsCuFP. Acesso em: maio 2021.