Maré, mangue ou manguezal: uma análise de concepções de estudantes no Ensino Fundamental

  • Karla Maria Euzebio da Silva Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco
  • Edenia Maria Ribeiro do Amaral Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE
  • Maria Adélia Bosterlann de Oliveira Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE
Palavras-chave: Manguezal, Ensino Fundamental, Concepções, Formação de conceitos

Resumo

Maré, mangue, manguezal. Diferentes formas de concepção, significações próprias. Essa pesquisa é parte de uma dissertação de mestrado e teve como objetivo investigar as principais ideias de estudantes do Ensino Fundamental I sobre manguezal, buscando caracterizar o processo de significação das mesmas a partir da teoria de Vigotski. Para isso, elaboramos uma sequência didática e a construção dos dados foi possível a partir da articulação de ideias dos estudantes relacionadas com os contextos cultural e científico. Para o registro e a análise das atividades usamos a videografia e elementos da etnografia interacional. A partir dos registros foi feita a seleção de episódios específicos e a organização dos mesmos por turnos de fala. Nos resultados, verificamos que houve progressivamente, a partir da mediação docente, um enriquecimento no vocabulário dos estudantes no que diz respeito ao uso da linguagem científica, a partir da qual podemos caracterizar pensamentos por complexos sobre o manguezal.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-04-14
Como Citar
Silva, K. M. E. da, Amaral, E. M. R. do, & Oliveira, M. A. B. de. (2013). Maré, mangue ou manguezal: uma análise de concepções de estudantes no Ensino Fundamental. Revista Brasileira De Pesquisa Em Educação Em Ciências, 12(3), 151-171. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/4246