Perspectiva decolonial

o teatro negro em pauta

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2238-2046.2023.45404

Palavras-chave:

Teatro Negro, Teatro Brasileiro, Ensino de teatro

Resumo

O ensaio apresenta uma breve revisão da história do teatro brasileiro, indicando a presença de artistas negros e negras durante o período da colonização. Ao longo do processo de modernização da cena, tais artistas negros foram excluídos dos palcos. Ao rever a historiografia, percebe-se que o teatro negro também foi pouco mencionado por críticos. Nas últimas décadas, vem ocorrendo um movimento por representatividade e igualdade, trazendo o teatro negro para a pauta dos debates e do ensino. Indica-se que é preciso que o teatro negro ocupe o currículo escolar de Artes, da Educação Básica e dos cursos do Ensino Superior na área de teatro.

Referências

AMKPA, Awam. Colonial Anxieties and Post-Colonial Desires: Theatre as a Space of Translations. In: GOODMAN, Lizbeth; DE GAY, Jane. The Routledge Reader in Politics and Performance. Londres/Nova York: Routledge, 2000. p. 116-122.

AZEVEDO, Elizabeth R. Émil(e)io Doux: trajetória de um ensaiador francês rumo aos trópicos. In: WERNECK, Maria Helena; REIS, Ângela de Castro (org.). Rotas de teatro: entre Portugal e Brasil. Rio de Janeiro: 7Letras, 2012. p. 33-58.

BERNARDINO-COSTA, Joaze; GROSFOGUEL, Nelson. Decolonialidade e perspectiva negra. Revista Sociedade e Estado, Brasília (UNB), v. 31, n. 1, p. 15-24, jan.-abr. 2016. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/sociedade/issue/view/467. Acesso em: 20 mar. 2023.

BERNARDINO-COSTA, Joaze; MALDONADO-TORRES, Nelson; GROSFOGUEL, Ramón (org.). Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico. Belo Horizonte: Autêntica, 2020.

BOAL, Augusto; GUARNIERI, Gianfrancesco. Arena conta Zumbi. São Paulo, 1965.

BRILHANTE, Maria João. Uma aventura ligada pelo oceano: estudar as rotas de teatro entre Portugal e Brasil. In: WERNECK, Maria Helena; REIS, Ângela de Castro (org.). Rotas de teatro: entre Portugal e Brasil. Rio de Janeiro: 7Letras, 2012. p. 7-18.

CARVALHO, Sérgio; MARCIANO, Márcio. O nome do sujeito. In: CARVALHO, Sérgio (org.). Companhia do Latão: 7 peças. São Paulo: Cosac e Naify, 2008.

COSTA, Iná Camargo; AZEVEDO, José Fernando Peixoto. Duas histórias do teatro brasileiro. In: Revista Vintém 3: teatro e cultura brasileira. São Paulo: Editora Hedra: Companhia do Latão, 2000[?].

DOMINGUES, Petrônio José. Movimento da negritude: uma breve reconstrução histórica. Revista África: Revista do Centro de Estudos Africanos da Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, n. 24-26, p. 193-210, 2009. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/africa/article/view/74041. Acesso em: 20 mar. 2023.

FANON, Frantz. Pele negra, máscaras brancas. Trad. Sebastião Nascimento e Raquel Camargo. São Paulo: UBU Editora, 2020.

FERNANDES, Nanci. Os grupos amadores. In: FARIA, João Roberto (org.). História do TeatroBrasileiro, v. 2. São Paulo: Perspectiva: Edições SESC-SP, 2012. p. 57-80.

GILBERT, Helen; LO, Jacqueline. Performance and Cosmopolitics: Cross-Cultural Transactions in Australasia. Londres: Palgrave Macmillan, 2009.

GOMES, Nilma Lino. O Movimento Negro e a intelectualidade negra descolonizando os currículos. In: BERNARDINO-COSTA, Joaze; MALDONADO-TORRES, Nelson; GROSFOGUEL, Ramón (org.). Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico. Belo Horizonte: Autêntica, 2020. p. 223-246.

LIMA, Evani Tavares. Por uma história negra do teatro brasileiro. Urdimento, Florianópolis (UDESC), v. 1, n. 24, p. 92-104, jul. 2015. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/index. Acesso em: 21 mar. 2023.

MARTINS, Leda Maria. Performances do tempo espiralar, poéticas do corpo-tela. Rio de Janeiro: Cobogó, 2021.

MIGNOLO, Walter D. The Idea of Latin America. Oxford: Blackwell Publishing, 2005.

NARVAES, Viviane Becker. O Teatro do Sentenciado de Abdias Nascimento. In: XXIII ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA – História: por quê e para quem?, 23., 2016, Assis. Anais eletrônicos […]. Assis: ANPUH-SP: UNESP, 2016. Disponível em: http://www.encontro2016.sp.anpuh.org/site/anaiscomplementares. Acesso em: 21 set. 2021.

NASCIMENTO, Abdias do. Teatro Experimental do Negro: trajetórias e reflexões. Estudos Avançados (IEA, USP), São Paulo, v. 18, n. 50, p. 209-224, 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ea/i/2004.v18n50/. Acesso em: 29 set. 2021.

OMOERA, Osakue Stevenson. Visando à redefinição da pauta de notícias na mídia nigeriana para o desenvolvimento nacional. Austral: Revista Brasileira de Estratégia & Relações Internacionais, Porto Alegre (UFRGS), v. 3, n. 5, p. 117-136, jan-jun. 2014. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/austral. Acesso em: 29 set. 2021.

PASSÔ, Grace. Vaga carne. Belo Horizonte: Javali, 2018.

PRADO, Décio de Almeida. Entreato Hispânico e Itálico. In: FARIA, João Roberto (org.). História do Teatro Brasileiro, v. 1. São Paulo: Perspectiva: Edições SESC-SP, 2012. p. 38-51.

SOUZA, Juliana Rosa de. As estruturas do racismo no campo teatral: contribuições para pensar a branquitude e a naturalização do perfil branco na construção das personagens. Pitágoras 500, Campinas (UNICAMP), v. 10, n. 1, p. 67-80, jan.-jul. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.20396/pita.v10i1.8658730. Acesso em: 20 mar. 2023.

VELOSO, Caetano; NABUCO, Joaquim. Noites do Norte. Rio de Janeiro: Universal Music: AR Estúdio, 2000. 2 CDs. (2 min. 46).

Downloads

Publicado

2023-08-01

Como Citar

BELÉM, E. Perspectiva decolonial: o teatro negro em pauta. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, Belo Horizonte, v. 13, n. 28, p. 249–266, 2023. DOI: 10.35699/2238-2046.2023.45404. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/45404. Acesso em: 28 fev. 2024.