Casey Heynes: estudo semiótico de um caso de bullying registrado em vídeo

Autores

  • Isabel Cristina Vieira Coimbra Diniz UFMG
  • Daniervelin Renata Marques Pereira doutoranda pela Universidade de São Paulo.
  • Paulo Henrique Serrano Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.17851/1983-3652.5.1.13-24

Palavras-chave:

Bullying. Semiótica francesa. Audiovisual. Paixões.

Resumo

O registro audiovisual de um conflito entre estudantes australianos, Casey Heynes (http://www.youtube.com/watch?v=eyVilspkzBg), ficou conhecido mundialmente por meio da difusão em sites de compartilhamento de vídeos. As imagens apresentam a agressão a um estudante que reage subitamente, e, com uma força inesperada, derruba o agressor. As imagens impressionaram o mundo e levantaram uma importante discussão nas escolas, alertando pais e professores sobre um tipo de violência conhecida como bullying. Neste trabalho, analisa-se, sob a perspectiva da semiótica de linha francesa, o acontecimento como sequência de ações e reações que constroem diferentes sentidos no processo enunciativo. A partir da investigação do plano do conteúdo, privilegiamos o nível narrativo do percurso gerativo de sentido, especialmente o percurso da paixão. Dessa forma, pela confrontação entre sujeito agressor e sujeito agredido na relação homem-mundo, vislumbram-se percursos passionais em que se pode tangenciar, pelas categorias aspectuais, as gradações que particularizam o bullying no vídeo citado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Cristina Vieira Coimbra Diniz, UFMG

Doutoranda em Estudos Linguisticos na Linha Linguagem eTecnologia da Pós-Lin FALE-UFMG

Daniervelin Renata Marques Pereira, doutoranda pela Universidade de São Paulo.

Mestre em Linguística Aplicada pela Pós-graduação da Faculdade de Letras-UFMG e Doutoranda em LInguistica pela USP.

Paulo Henrique Serrano, Universidade Federal da Paraíba

Mestre em Estudos Linguisticos na Linha Linguagem e Tecnologia pela Pos-Lin FALE-UFMG

Referências

BERTRAND, Denis. Caminhos da semiótica literária. Trad. Grupo CASA. Bauru, SP: EDUSC, 2003.

FONTANILLE, Jacques; ZILBERBERG, Claude. Tensão e Significação. Trad. Ivã Carlos Lopes, Luiz Tatit e Waldir Beividas. São Paulo: Discurso Editorial: Humanitas/FFLCH/USP, 2001.

GREIMAS, Algirdas Julien. Conditions d'une sémiotique du monde naturel. In: Langages, 3e année, n° 10. Pratiques et langages gestuels, 1968, p. 3-35. Disponível em: http://www.persee.fr/web/revues/home/prescript/article/lgge_0458-726x_1968_num_3_10_2546. Acesso em 26 de novembro de 2011.

GREIMAS, Algirdas Julien. Semiótica e ciências sociais. São Paulo: Cultrix, 1981.

GREIMAS, Algirdas Julien; FONTANILLE, Jacques. Semiótica das paixões: dos estados de coisas aos estados de alma. São Paulo: Ática, 1993.

HOUAISS, Antônio. Dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa. 3. ed. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2009. 1 v. CD-ROM.

LARA, Glaucia Muniz Proença; MATTE, Ana Cristina Fricke. Ensaios de Semiótica: Aprendendo com o texto. Rio de Janeiro: Ed. Nova Fronteira, 2009.

PIETROFORTE, Antônio Vicente. Semiótica visual: os percursos do olhar. São Paulo: Contexto, 2004.

Downloads

Publicado

2012-04-16

Como Citar

DINIZ, I. C. V. C.; PEREIRA, D. R. M.; SERRANO, P. H. Casey Heynes: estudo semiótico de um caso de bullying registrado em vídeo. Texto Livre, Belo Horizonte-MG, v. 5, n. 1, p. 13–24, 2012. DOI: 10.17851/1983-3652.5.1.13-24. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/16605. Acesso em: 16 maio. 2022.

Edição

Seção

Análise Semiótica da Comunicação