PERMANÊNCIA E ABANDONO ESCOLAR NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

REFLETINDO SOBRE ALGUNS DE SEUS MOTIVADORES

Autores

  • Alexsandra Joelma Dal Pizzol Coelho Zanin Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Nilson Marcos Dias Garcia Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

DOI:

https://doi.org/10.17648/2238-037X-trabedu-v29n1-12617

Palavras-chave:

Permanência e Abandono escolar, Educação Profissional e Tecnológica, Estudantes Trabalhadores

Resumo

Apresenta resultados de pesquisa que teve como objetivo analisar, a partir da visão de estudantes e ex-estudantes de cursos técnicos concomitantes e subsequentes na área de Controle e Processos Industriais, as motivações e razões que justificam a sua permanência ou o abandono aos respectivos cursos. Fundamentada na concepção de trabalho como categoria central e princípio educativo, estabeleceu, também, diálogo com autores de diferentes vertentes e concepções teóricas, objetivando o aprofundamento sobre os embates teóricos e ideológicos que permeiam as discussões sobre permanência e abandono escolar. A partir de uma abordagem qualitativa de natureza exploratória, envolveu estudantes trabalhadores de uma instituição Federal com campi em Joinville e Jaraguá do Sul, em Santa Catarina. Os resultados sinalizaram haver uma relação complexa e ambígua entre os motivadores do abandono e da permanência, ora se apresentando como motivadores para a permanência, ora geradores do abandono, ressaltando-se relações estabelecidas entre docentes e estudantes e entre trabalho, estudo e família. Apontou também que as atuais políticas de apoio à permanência não são reconhecidas pelos estudantes nem por eles identificadas como fundamentais para a sua permanência escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexsandra Joelma Dal Pizzol Coelho Zanin, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Doutora e Mestre em Tecnologia e Sociedade pelo Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade (PPGTE) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Pedagoga no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). 

Nilson Marcos Dias Garcia, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Mestre em Ensino de Física e Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo. Professor e pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade (PPGTE) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Referências

ARROYO. Miguel. Fracasso-sucesso: o peso da cultura escolar e do ordenamento da educação básica. Em Aberto, Brasília, ano 11, n.53, jan/mar. 1992.

BERNARDIM. Marcio Luiz. Juventude, escola e trabalho: sentidos atribuídos ao ensino médio por jovens da classe trabalhadora. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal do Paraná, PPGE/ UFPR, Curitiba, 2013.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília/DF: 1988.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: nº 9394/96. Senado Federal, Brasília/DF: 1996.

BRASIL. Emenda Constitucional nº 59, de 11 de novembro de 2009. Dá nova redação aos incisos I e VII do art. 208 da Constituição Federal, de forma a prever a obrigatoriedade do ensino de quatro a dezessete anos Brasília: 2009. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/-emc/emc59.htm. Acesso em 10 jul. 2018.

BRASIL. Decreto nº 7.234 de 19 de julho de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil – PNAES. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7234.htm. Acesso em 10 jul. 2018.

BRASIL.Lei nº 12.796, de 4 de abril de 2013. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para dispor sobre a formação dos profissionais da educação e dar outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12796.htm. Acesso em 10 jul. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Plataforma Nilo Peçanha. Brasília: MEC/SETEC, 2019. Disponível em: https://www.plataformanilopecanha.org/. Acesso em: 21 mar. 2020.

CANÁRIO, Rui. Territórios educativos e políticas de intervenção prioritária: uma análise crítica. Revista Perspectiva, v. 22, n. 01, p. 47-78, jan./jun. UFSC: Florianópolis, 2004.

DUBET, François. A escola e a exclusão. Trad. Neide Luzia de Rezende. Cadernos de Pesquisa, n. 119, julho/ 2003. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/514/518. Acesso em: 10 jul. 2018.

DUBET, François. O que é uma escola justa? Trad. Édi Gonçalves de Oliveira e Sérgio Cataldi. Cadernos de Pesquisa, v. 34, n. 123, p. 539-555, set./dez. 2004. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/4635. Acesso em: 10 jul. 2018.

FRANZOI, Naira Lisboa ; FISCHER, Maria Clara Bueno. Saberes do trabalho: situando o tema no campo trabalho-educação. Trabalho Necessário. Ano 13. n.20. p.147-171. Niterói: NEDDATE, 2015. Disponível em: https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/8617. Acesso em: 25 de abr. 2020.

FRANZOI, Naira Lisboa ; FISCHER, Maria Clara Bueno. O acesso e a permanência do estudante trabalhador na escola pública na Rede Estadual do Rio Grande do Sul – Brasil: um direito negado? Trabalho preparado para sua apresentação no 9º Congresso Latino-americano de Ciência Política, organizado pela Associação Latino-americana de Ciência Política (ALACIP). Montevidéu, 26 ao 28 de julho de 2017. Disponível em: http://www.congresoalacip2017.org/site/anaiscomplementares2. Acesso em: 25 mar. 2020.

FRITSCH, Rosangela. Evasão escolar, mundo da escola e do mercado de trabalho: o que dizem os jovens do Ensino Médio de escolas públicas. In DORE, Rosemary; SALES, Paula Elizabeth Nogueira; SILVA, Carlos Eduardo Guerra. (Orgs.). Educação profissional e evasão escolar: contextos e perspectivas. Belo Horizonte: RIMEPES, 2017.

GADOTTI, Moacir. Pensamento Pedagógico Brasileiro. 8ª ed. rev. ampl. São Paulo: Editora Ática, 2006.

GARCIA, Nilson Marcos Dias; LIMA FILHO, Domingos Leite. Politecnia ou educação tecnológica: desafios ao Ensino Médio e à educação profissional. Caxambu: 27ª Reunião Anual da ANPEd, 2004.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Sinopse Estatística da Educação Básica 2018. Disponível em: http://inep.gov.br/sinopses-estatisticas-da-educacao-basica. Acesso em: 24 mar. 2020.

KUENZER, Acacia Zeneida. Para estudar o trabalho como princípio educativo na Universidade: categorias teórico-metodológicas. Tese (Concurso para professor titular). Universidade Federal do Paraná, UFPR, Curitiba, 1992.

KUENZER, Acacia Zeneida. Ensino de 2º. Grau: o trabalho como princípio educativo. 4.ed. São Paulo: Cortez, 2001.

MACHADO, Lucília Regina de Souza. O desafio da formação dos professores para a EPT e PROEJA. Educação & Sociedade [online], Campinas, v. 32, n.116, p.689-704, jul.-set. 2011. Disponível em <http://www.scielo.br/pdf/es/v32n116/a05v32n116.pdf>. Acesso em: 23 abr. 2020.

MÉSZÁROS. István. A educação para além do capital. Trad. Isa Tavares. 2ª ed. São Paulo: Boitempo, 2008.

MORAES, Gustavo Henrique. [et.al.]. Plataforma Nilo Peçanha: guia de referência metodológica. Brasília/DF: Editora Evobiz, 2018.

OLIVEIRA, Maria Rita Neto Sales. Formação e profissionalização dos professores do ensino técnico. Revista Educação & Tecnologia. Belo Horizonte. V.11, n.2, p. 03-09, jul/dez 2006.

ZANIN, Alexsandra Joelma Dal Pizzol Coelho. Abandono e Permanência Escolar na Educação Profissional e Tecnológica: olhares de trabalhadores da educação do Instituto Federal de Santa Catarina. Tese (Doutorado em Tecnologia e Sociedade). Universidade Tecnológica Federal do Paraná, PPGTE/UTFPR, Curitiba, 2019.

ZANIN, Rafael Antonio; ZANIN, Alexsandra Joelma Dal Pizzol Coelho; GARCIA, Nilson Marcos Dias. Reflexões sobre a formação de professores da educação profissional e tecnológica. Anais Eletrônicos do XIV Congresso Nacional de Educação - EDUCERE, Curitiba: PUC/PR, 2019. p.366-369. Disponível em: https://educere.pucpr.br/p1/anais.html. Acesso em: 26 mar. 2020.

Downloads

Publicado

2020-05-18

Como Citar

ZANIN, A. J. D. P. C.; GARCIA, N. M. D. PERMANÊNCIA E ABANDONO ESCOLAR NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: REFLETINDO SOBRE ALGUNS DE SEUS MOTIVADORES. Trabalho &amp; Educação, [S. l.], v. 29, n. 1, p. 47–54, 2020. DOI: 10.17648/2238-037X-trabedu-v29n1-12617. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/12617. Acesso em: 21 jun. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS