TRABALHO, EDUCAÇÃO E CAPITAL: PERCURSOS HISTÓRICOS E IMPEDIMENTOS PARA A FORMAÇÃO OMNILATERAL / Labor, education and capital: historical paths and impediments to omnilateral capacitation

  • Ellen Cristine dos Santos Ribeiro Universidade Estadual do Ceará (UECE) http://orcid.org/0000-0002-7558-5547
  • José Deribaldo Gomes dos Santos Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central (FECLESC-UECE)
  • Karine Martins Sobral Universidade Estadual do Ceará (UECE)
Palavras-chave: Trabalho, Educação, Ensino Profissionalizante, Work, Education, Vocational Education

Resumo

O artigo discute as relações entre trabalho e educação ao longo da história no intuito de evidenciar a perpetuação da dicotomia expressa no modelo educacional vigente, sobretudo no ensino profissionalizante, que tem reproduzido a cisão entre trabalho manual e intelectual na base da sociedade capitalista. Nesse sentido, reafirma-se a necessidade da construção de uma proposta pedagógica baseada na transmissão do conhecimento historicamente acumulado pela humanidade, articulada à possibilidade de desenvolvimento integral do ser humano. Para tanto, partiu-se do pressuposto marxiano da prioridade ontológica exercida pelo trabalho em relação aos demais complexos, que torna a educação dependente em relação a este, apesar de sua autonomia relativa e determinação recíproca. A pesquisa, de natureza teórico-bibliográfica, recorreu a autores clássicos e contemporâneos, cujas interpretações conferem coesão com a proposta do referencial balizador: o marxismo. A partir da investigação foi possível apontar críticas à legitimação da dicotomia educativa através dos séculos e apontar alguns construtos teóricos fundamentais de impedimento para a formação humana omnilateral.

Abstract

The paper aims to discuss the relationship between work and education throughout history in order to highlight the perpetuation of the dichotomy expressed in the current educational model, especially in vocational education, which has reproduced the division between manual and intellectual work at the base of capitalist society. In this sense, it is reaffirmed the need to build a pedagogical proposal based on the transmission of knowledge historically accumulated by humanity, articulated to the possibility of integral development of the human being. In order to do so, this paper was based on the Marxian assumption of the ontological priority exerted by the work in relation to the other complexes, which makes education dependent on it, despite its relative autonomy and reciprocal determination. The research, of a theoretical-bibliographic nature, appealed to both classic and contemporary authors, whose interpretations confer cohesion with the proposal of the reference framework: Marxism. From the investigation, it was possible to point critiques to the legitimation of the educational dichotomy through the centuries, and to point out some theoretical constructs that constitute a key point for impediment of the omnilateral human capacitation.

Biografia do Autor

Ellen Cristine dos Santos Ribeiro, Universidade Estadual do Ceará (UECE)
Doutoranda e Mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Especialista em Coordenação Pedagógica e Gestão Escolar (FA7). Pedagoga (UFC). Professora efetiva da rede municipal de Fortaleza. Pesquisadora-colaboradora do Instituto de Estudos e Pesquisas do Movimento Operário (IMO) da Universidade Estadual do Ceará. Membro do grupo de pesquisa Trabalho, educação, estética e sociedade (GPTREES).
José Deribaldo Gomes dos Santos, Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central (FECLESC-UECE)

Doutor em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Mestre em Políticas Públicas e Sociedade pela Universidade Estadual do Ceará (UECE).  Professor Adjunto da Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central (FECLESC-UECE). É pesquisador do Instituto de Estudos e Pesquisas do Movimento Operário (IMO-UECE) e do Laboratório de Pesquisas sobre Políticas Sociais do Sertão Central (Lapps-UECE). Lidera o Grupo de Pesquisa Trabalho, Educação, Estética e Sociedade (GPTREES).

Karine Martins Sobral, Universidade Estadual do Ceará (UECE)
Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Especialista em Coordenação Pedagógica e Gestão Escolar (FA7). Pedagoga (FA7). Professora Assistente do Curso de Licenciatura em Ciências Humanas/Sociologia na Universidade Federal do Maranhão (UFMA / Campus de São Bernardo). Colaboradora externa do Grupo de Estudo Marxismo e Educação. Pesquisadora-orientadora do Grupo de Pesquisa em Meio Ambiente, Desenvolvimento e Cultura (GEPEMADEC/UFMA).
Publicado
2019-08-29
Como Citar
RIBEIRO, E.; SANTOS, J.; SOBRAL, K. TRABALHO, EDUCAÇÃO E CAPITAL: PERCURSOS HISTÓRICOS E IMPEDIMENTOS PARA A FORMAÇÃO OMNILATERAL / Labor, education and capital: historical paths and impediments to omnilateral capacitation. Trabalho & Educação - ISSN 1516-9537 / e-ISSN 2238-037X, v. 28, n. 2, p. 63-77, 29 ago. 2019.
Seção
ARTIGOS