Atividade antibacteriana e antioxidante de óleos essenciais cítricos com potencialidade para inclusão como aditivos em alimentos

  • Adriana Oliveira Santos Santos Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE.
  • Josinaura Aparecida de S. Freire Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE. http://orcid.org/0000-0003-2967-5469
  • Thaís Dantas de Carvalho Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE. http://orcid.org/0000-0003-2967-5469
  • Thayara Corrado Barbosa Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE.
  • Rodrigo Pereira Prates Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.
  • Júlio César Rodrigues Lopes Silva Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais - ICA/UFMG.
  • Paula Karoline Soares Farias
Palavras-chave: Bactéria. Citrus. Conservantes de alimentos. Microbiologia de alimentos.

Resumo

Indubitavelmente, os óleos essenciais atraem cada vez mais o interesse da população por sua eficiência orgânica beneficente. O presente trabalho avaliou o potencial antibacteriano e a atividade antioxidante dos óleos essenciais cítricos de Citrus aurantium var. dulcis (laranja doce), Passiflora edulis (maracujá) e Citrus reticulata v. tangerine (tangerina) frente a bactérias lácticas e patogênicas. Foram utilizadas bactérias lácticas de Streptococcus thermophilus e Lactobacillus delbrueckii ssp. bulgaricus e as bactérias patogênicas Escherichia coli, Staphylococcus aureus e Salmonella sp. Os óleos essenciais de Citrus aurantium var. dulcis, Passiflora edulis e Citrus reticulata v. tangerine foram adquiridos comercialmente. Foi realizado o screening da atividade antibacteriana, a determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM) e a Concentração Bactericida Mínima (CBM). A atividade antioxidante foi realizada pela metodologia de DPPH, e o tratamento de dados foi realizado com o software BioEstat. Os três óleos apresentaram efeitos inibitórios frente as bactérias patogênicas experimentadas, contudo os resultados foram discrepantes entre si. Com relação à CIM e a CBM, o óleo essencial cítrico de Citrus reticulata v. tangerine apresentou melhores resultados no controle da Salmonella e E. coli.Quanto a atividade antioxidante, os óleos essenciais de Citrus aurantium var. dulcis e Passiflora edulis apresentaram baixa atividade antioxidante, enquanto o óleo essencial cítrico de Citrus reticulata v. tangerine, não apresentou capacidade antioxidante significativa. Observa-se que os óleosdemonstraram atividade antimicrobiana com potencial para inclusão em alimentos, no entanto, estudos desta atividade na matriz alimentar demandam outras pesquisas para verificar a possível interferência desses óleos, em especial na viabilidade das bactérias lácticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Oliveira Santos Santos, Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE.
Academica de Nutrição - Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE.
Josinaura Aparecida de S. Freire, Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE.
Academica de Nutrição - Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE.
Thaís Dantas de Carvalho, Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE.
Academica de Nutrição - Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE.
Thayara Corrado Barbosa, Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE.
Academica de Nutrição - Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE.
Rodrigo Pereira Prates, Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.
Academico de Nutrição - Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.
Júlio César Rodrigues Lopes Silva, Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais - ICA/UFMG.
Academico de Agronomia do Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais - ICA/UFMG.

Referências

ANAGNOSTOPOULOU, M. A. et al. Radical scavenging activity of various extracts and fractions of sweet orange peel (Citrus sinensis). Food chemistry, v. 94, n. 1, p. 19-25, 2006.

ANDRADE, M.A. et al. Óleos essenciais de Cymbopogon nardus, Cinnamomum zeylanicum e Zingiber officinale: composição, atividades antioxidante e antibacteriana. Revista Ciência Agronômica, v.43, n.2, p.399-408, 2012.

BAKKALI, F. et al. Biological effects of essential oils–a review. Food and chemical toxicology, v. 46, n. 2, p. 446-475, 2008.

BEZERRA, L. M. D. et al. Atividade antibacteriana in vitro de fitoconstituintes sobre micorganismos do biofilme dentário. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, v. 17, n. 1, p. 79-84, 2013.

BURT, S. A. Antibacterial activity of essential oils: potential applications in food [PhD thesis]. Utrech: Utrecht University, p. 94, 2007.

COUTO, M. A. L.; CANNIATTI-BRAZACA, S. G. Quantificação de vitamina C e capacidade antioxidante de variedades cítricas. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 30, n.1, p. 15-19, 2010.

LEITE, M. P. et al. Behavioral effects of essential oil of Citrus aurantium L. inhalation in rats. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 18, n. 1, p. 661-666, 2008.

MIRANDA, G. S. et al. In vitro antibacterial activity of four plant species at different alcoholic contents. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 15, n. 1, p. 104-111, 2013.

MOTHANA, R. A.; LINDEQUIST, U. Antimicrobial activity of some medicinal plants of the island Soqotra. Journal of ethnopharmacology, v. 96, n. 1, p. 177-181, 2005.

NASCIMENTO, P. F. C. et al. Atividade antimicrobiana dos óleos essenciais: uma abordagem multifatorial dos métodos. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 17, n. 1, p. 108-113, 2007.

OLIVEIRA, T. L. C. et al. Antimicrobial activity of Satureja montana L. essencial oil against Clostridium perfringens type A inoculated in mortadela-type sausages formulated with different levels of sodium nitrite. International Journal of Food Microbiology, v. 144, n. 3, p. 546-555, 2011.

OUSSALAH, M. et al. Inhibitory effects of selected plant essential oils on the growth of four pathogenic bacteria: E. coli O157: H7, Salmonella typhimurium, Staphylococcus aureus and Listeria monocytogenes. Food control, v. 18, n. 5, p. 414-420, 2007.

TEIXEIRA, J. P. F.; MARQUES, M. O. M.; PIO, R. M. Caracterização dos óleos essenciais em frutos de nove genótipos de tangerina. Citrus Research & Technology, v. 35, n.1, p. 1-10, 2014.

SILVA, J. K. et al. Antioxidant activity of aqueous extract of passion fruit (Passiflora edulis) leaves: In vitro and in vivo study. Food Research International, v. 53, n. 2, p. 882-890, 2013.

SOLOMAKOSA, N. et al. The antimicrobial effect of thyme essencial oil, nisin, and their combination against Listea monocytogenes in minced beef durin refrigerated storage. Food Microbiology, v. 25, n. 1, p. 120-127, 2008.

RICKIE, S. C. et al. Alternatives to antibiotics: chemical and physical antimicrobial interventions and food-borne pathogen response. Poultry Science, v. 84, n. 4, p. 667-675, 2005.

ZERAIK, M. L. et al. Maracujá: um alimento funcional?. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 20, n. 3, p. 459-471, 2010.
Publicado
2016-12-19
Como Citar
Santos, A. O. S., Freire, J. A. de S., de Carvalho, T. D., Barbosa, T. C., Prates, R. P., Lopes Silva, J. C. R., & Farias, P. K. S. (2016). Atividade antibacteriana e antioxidante de óleos essenciais cítricos com potencialidade para inclusão como aditivos em alimentos. Caderno De Ciências Agrárias, 8(3), 15-21. https://doi.org/10.35699/2447-6218.2016.2935
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS

Most read articles by the same author(s)