Avaliação microbiológica de carnes moídas bovinas em diferentes estabelecimentos comerciais/ Microbiological evaluation of bovine ground meat in different commercial establishments

Autores

  • Aline de Fátima Araújo Gomes Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.
  • Elvira Eliane Silva Almeida Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.
  • Suzy Alice de Souza Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.
  • Josiane Pinto Silva Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.
  • Cleia Costa Santos Associação Educativa do Brasil - SOEBRAS.
  • Tatiane Aparecida Amâncio Associação Educativa do Brasil - SOEBRAS.
  • Raissa Pereira Barbosa Associação Educativa do Brasil - SOEBRAS.
  • Francielly Soares Oliveira Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais - ICA/UFMG.
  • Paula Karoline Soares Farias Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais - ICA/UFMG.

Palavras-chave:

Palavras-chave, Carne processada. Coliformes. Salmonella sp. Keywords, Processed meat. Coliforms. Salmonella sp.

Resumo

Resumo: Dentre os produtos cárneos, a carne moída, além de ser um dos mais consumidos, também possui um alto potencial de proliferação de patógenos por ser obtida de outros pedaços de carnes já manuseadas e devido à exposição em temperatura inadequada. Esses patógenos constituem-se como os principais responsáveis pelos problemas de saúde pública derivados de contaminação alimentar, sendo motivo de constante preocupação para os órgãos sanitários. O presente estudo avaliou a qualidade microbiológica de carnes moídas bovinas, comercializadas no município de Montes Claros. Foram analisadas 20 amostras de 20 estabelecimentos, com aproximadamente 150 gramas cada, proveniente de peças de acém e/ou patinho que foram moídas no momento da compra e transportadas em caixas isotérmicas. Analisou-se a presença de coliformes totais, termotolerantes, Staphylococcus spp. e Salmonella sp., e os resultados foram comparados com o preconizado pela legislação vigente. Em nove amostras constatou-se contaminação por coliformes totais, e em oito pelos termotolerantes, sendo que em 100% das carnes moídas bovinas identificou-se a presença de Salmonella sp., o que, pelos parâmetros bioquímicos realizados, inviabiliza esse produto para o consumo humano. Observa-se que esses indicadores são fontes de contaminação, em especial por falhas nas condições higiênico-sanitárias, sendo assim, o consumidor adquiri produtos cárneos com alto nível de contaminação e até impróprios para o consumo humano.

 

 Abstract: Among meat products, ground meat is one of the most consumed and also also one that has a high potential for proliferation of pathogens, as it is obtained from other pieces of meat already handled due to exposure to inadequate temperature. These pathogens are the main responsible for the public health problems derived from food contamination, being a reason of constant concern of sanitary organs. The present study evaluated the microbiological quality of the bovine ground meat, commercialized in Montes Claros - Brazil. 20 samples from 20 establishments, with approximately 150 grams each, were analyzed from pieces of meat and / or duckling that were ground at the time of purchase and transported in isothermal boxes. The presence of total thermotolerant coliforms, Staphylococcus spp. and Salmonella sp. Were analyzed and the results were compared with those recommended by the current legislation. In nine samples contamination by total coliforms was verified, and in eight thermotolerant contamination was found. In 100% of the bovine ground meat there was presence of Salmonella sp., by the biochemical parameters performed, making this product unviable for human consumption. It can be observed that these indicators are sources of contamination, especially due to problems in the hygienic-sanitary conditions, thus, the consumer acquires meat products with a high level of contamination and even unfit for human consumption.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline de Fátima Araújo Gomes, Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.

Acadêmica do Curso de Nutrição. Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.

Elvira Eliane Silva Almeida, Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.

Acadêmica do Curso de Nutrição. Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.

Suzy Alice de Souza, Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.

Acadêmica do Curso de Nutrição. Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.

Josiane Pinto Silva, Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.

Acadêmica do Curso de Nutrição. Faculdade de Saúde Ibituruna - FASI.

Cleia Costa Santos, Associação Educativa do Brasil - SOEBRAS.

Nutricionista. Associação Educativa do Brasil - SOEBRAS.

Tatiane Aparecida Amâncio, Associação Educativa do Brasil - SOEBRAS.

Acadêmica do Curso de Nutrição. Associação Educativa do Brasil - SOEBRAS.

Raissa Pereira Barbosa, Associação Educativa do Brasil - SOEBRAS.

Nutricionista. Associação Educativa do Brasil - SOEBRAS.

Francielly Soares Oliveira, Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais - ICA/UFMG.

Engenheira de Alimentos. Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais - ICA/UFMG.

Paula Karoline Soares Farias, Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais - ICA/UFMG.

Nutricionista, Especialista em Nutrição Clínica pelo Centro Educacional São Camilo - CESC/MG. Mestranda em Produção Animal pelo Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais - ICA/UFMG.

Referências

ALMEIDA, B. S.; MONTEIRO, W. A.; BEZERRA, F. Y. P. Perfil Microbiológico da carne moída comercializada no Município de Juazeiro do Norte, Ceará. Revista Interfaces: Saúde, Humanas e Tecnologia, v. 3, n. 1, p. 1- 8, 2015.

ANTUNES, A. R. et al. Pesquisa de coliformes em carne bovina comercializada no Município do Vale do Jequitionha – MG. Higiene Alimentar, v. 30, n. 256/257, p. 82-86, 2016.

AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION - APHA. Compendium of methods for the examination of foods. American Public Health Association. 3rd ed. Washington: Alpha, 1992.

AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION - APHA. Committee on Microbiological for Foods. Compendium of methods for the microbiological examination of foods. 4th ed. Washington: Alpha, 2001.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC 12 de 02 de janeiro de 2001. Regulamento técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos. Diário Oficial da União, Brasília. 2001.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa nº 83, de 21 de novembro de 2003. Aprova os regulamentos técnicos de identidade e qualidade de carne bovina em conserva e carne moída de bovino. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 24 de novembro de 2003.

CHAGAS, V. P. S. et al. Investigação de Salmonella spp. em produtos cárneos de matadouros frigoríficos do estado do Pará no período de 2014- 2015. Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal, v. 11, n. 1, p. 1–7, 2017.

CHIEN, S. Y. et al. Modeling the inactivation of Escherichia coli O157:H7 and uropathogenic E. coli in ground beef by high pressure processing and citral. Food Control , v. 73, p. 672-688, 2016.

DAMER, J. R. S. et al. Contaminação de carne moída bovina por Escherichia coli e Salmonella spp. Revista Contexto e Saúde, v. 14, n. 26, p. 20-27, 2014.

DORTA, C.; KADOTA, J. C. P.; NAKAMATSU, M. S. I. Qualidade microbiológica de carnes bovinas embaladas a vácuo e das vendidas a granel. Revista Analytica, v. 13, n. 74, p. 58-63, 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Indicadores IBGE - Estatística da Produção Pecuária. Brasília, p. 47, 2016. Disponível em: < https://goo.gl/ymhpyd>. Acesso em: 20 set. 2017.

LI, F et al. Sextuplex PCR combined with immunomagnetic separation and PMA treatment for rapid detection and specific identification of viable Salmonella spp., Salmonella enterica serovars Paratyphi B, Salmonella Typhimurium, and Salmonella Enteritidis in raw meat. Food Control, v. 73, n. B, p. 587-594, 2016.

LIVONI, J. F. L. S.; BEGOTTI, I. L.; MERLINI, L. S. Qualidade higiênico-sanitária da carne moída bovina comercializada no município de Umuarama, PR., Brasil. Enciclopédia Biosfera Centro Científico Conhecer, v. 9, n.16, p. 1881-1886, 2013.

LOPES, M. A. et al. Fatores associados a percepção e atitude de consumidores de carne bovina com certificação de origem em Uberlândia, Minas Gerais. Revista Ceres, v. 64, n. 1, p. 31-39, 2017.

LUZ, J. R. D. et al. Qualidade microbiológica da carne moída comercializada em Natal, Rio Grande do Norte. Revista de Nutrição e Vigilância em Saúde, v. 2, n. 2, p. 86-90, 2015.

MATOS, A. V. R. et al. Listeria monocytogenes, E. coli 0157, Salmonella sp. e microrganismos indicadores em carcaças bovinas para exportação. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 65, n. 4, p. 981-988, 2013.

MENDONÇA B. S.; SILVA C. S. Qualidade microbiológica da carne moída comercializada na cidade Cariacica, ES. Higiene Alimentar, v. 26, n. 208/209, p. 101-105, 2012.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE – OMS. Foodborne diasease. Disponível em: < https://goo.gl/zXQKs6>. Acesso em: 25 set. 2017.

PESSOA, G. V. A.; SILVA, E. A. M. Meios de Rugai e lisina-motilidade combinados em um só tubo para a identificação presuntiva de enterobactérias. Revista do Instituto Adolfo Lutz, v. 32, n. 1, p. 97-100, 1972.

ROSINA, A.; MONEGO, F. Avaliação microbiológica da carne moída bovina nas redes de supermercados de Canoinhas/SC. Saúde Meio Ambiente, v. 2, n. 2, p. 55-64, 2013.

SALES, B. W. et al. Ocorrência de Coliformes Totais e Termotolerantes em pastéis fritos vendidos em bares no centro de Curitiba-PR. Demetra: Alimentação, Nutrição & saúde, v. 10, n. 1, p. 77-85, 2015.

SILVA, D. C. et al. Parâmetros microbiológicos em diferentes cortes de carne bovina resfriada. Higiene Alimentar, v. 30, n. 260-261, p. 116-120, 2016.

SILVESTRE, M. K. et al. Avaliação da qualidade da carne bovina in natura comercializada no município de Alexandria-RN. Acta Veterinária Brasílica, v. 7, n. 4, p. 327-331, 2014.

SOARES, P. M. K. et al. Qualidade microbiológica de carne bovina comercializada na forma de bife. Revista Brasileira de Ciência Veterinária, v. 22, n. 3-4, p. 206-210, 2015.

VELHO, A. L. M. C. S. et al. Avaliação qualitativa da carne bovina in natura comercializado em Mossoró-RN. Acta Veterinária Brasílica, v. 9, n. 3, p. 212-217, 2015.

Downloads

Publicado

2017-12-22

Como Citar

Gomes, A. de F. A., Almeida, E. E. S., de Souza, S. A., Silva, J. P., Santos, C. C., Amâncio, T. A., Barbosa, R. P., Oliveira, F. S., & Farias, P. K. S. (2017). Avaliação microbiológica de carnes moídas bovinas em diferentes estabelecimentos comerciais/ Microbiological evaluation of bovine ground meat in different commercial establishments. Caderno De Ciências Agrárias, 9(3), 95–100. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/ccaufmg/article/view/2982

Edição

Seção

COMUNICAÇÃO

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)