O programa Reuni na UFMG

contexto, adesão, implantação, criação do Giz e suas ações formativas

Autores

  • Maria de Lourdes Coelho Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2014.1979

Palavras-chave:

Formação docente, Ensino superior, Programa Reuni

Resumo

Este trabalho relata e analisa como a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) apresentou a sua proposta de adesão ao Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), organizou a formação continuada de seus docentes e inicial dos mestrandos e doutorandos para auxiliar nas atividades de ensino da graduação e compor as equipes didáticas. Por fim, apresenta algumas considerações, como a constatação de que a implantação do Reuni na UFMG, no período de 2008 a 2012, ocorreu com a superação das dificuldades previstas e a confirmação de que o GIZ tenha atendido às necessidades do momento, no que se refere ao compromisso assumido pela UFMG ao aderir ao Reuni, com ações inerentes às novas medidas de gestão pedagógico-administrativas e formação docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria de Lourdes Coelho, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Doutora e mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação - FaE - UFMG (2001); Especialista em Educação a Distância pela UnB (2001); Pedagoga pela Faculdade de Educação /UFMG (1990).

Downloads

Publicado

2014-10-15

Como Citar

COELHO, M. de L. O programa Reuni na UFMG: contexto, adesão, implantação, criação do Giz e suas ações formativas. Revista Docência do Ensino Superior, [S. l.], v. 4, p. 3-46, 2014. DOI: 10.35699/2237-5864.2014.1979. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/1979. Acesso em: 27 out. 2020.

Edição

Seção

Artigos