Propriedades psicométricas do índice de vulnerabilidade clínico-funcional - 20 na atenção primária à saúde

Autores

  • Edmar Geraldo Ribeiro Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Escola de Enfermagem - EE, Departamento de Enfermagem Básica - ENB, Belo Horizonte MG , Brasil, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Escola de Enfermagem - EE, Departamento de Enfermagem Básica - ENB. Belo Horizonte, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-7201-9566
  • Isabel Yovana Quispe Mendoza Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Escola de Enfermagem - EE, Departamento de Enfermagem Básica - ENB, Belo Horizonte MG , Brasil, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Escola de Enfermagem - EE, Departamento de Enfermagem Básica - ENB. Belo Horizonte, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-7063-8611
  • Edgar Nunes de Moraes UFMG, Faculdade de Medicina, Departamento de Clínica Médica, Belo Horizonte MG , Brasil, UFMG, Faculdade de Medicina, Departamento de Clínica Médica, Núcleo de Geriatria e Gerontologia, Serviço de Geriatria do Hospital das Clínicas da UFMG. Belo Horizonte, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-8923-1029
  • Marcia Regina Martins Alvarenga Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Escola de Enfermagem, Dourados MS , Brasil, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Escola de Enfermagem. Dourados, MS - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-1367-6475
  • Marco Túlio Gualberto Cintra UFMG, Faculdade de Medicina, Departamento de Clínica Médica, Belo Horizonte MG , Brasil, UFMG, Faculdade de Medicina, Departamento de Clínica Médica, Núcleo de Geriatria e Gerontologia, Serviço de Geriatria do Hospital das Clínicas da UFMG. Belo Horizonte, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-3089-655X
  • Gilberto de Lima Guimarães Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Escola de Enfermagem - EE, Departamento de Enfermagem Básica - ENB, Belo Horizonte MG , Brasil, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Escola de Enfermagem - EE, Departamento de Enfermagem Básica - ENB. Belo Horizonte, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0001-6027-372X

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2020.49928

Palavras-chave:

Programas de Rastreamento, Fragilidade, Psicometria, Reprodutibilidade dos Testes, Saúde do Idoso, Atenção Primária à Saúde

Resumo

Objetivo: analisar as propriedades psicométricas do Índice de Vulnerabilidade Clínico-Funcional - 20 na Atenção Primária à Saúde. Método: estudo metodológico, analítico, de abordagem quantitativa com 396 idosos. Analisado com base na Teoria de Resposta ao Item, utilizou-se o modelo logístico de dois parâmetros - dificuldade e discriminação. Foi verificada a validade de construto e validade de critério concorrente. A confiabilidade e precisão foram avaliadas pelo alfa de Cronbach e correlação bisserial. A unidimensionalidade foi verificada por meio da análise fatorial exploratória. Resultados: todos os itens apresentaram correlação bisserial positiva com a variável latente. O primeiro fator explicou 20% da variância total; os parâmetros para a validade de construto e critério concorrente foram considerados adequados. O alfa de Cronbach geral foi de 0,73. Conclusão: o Índice de Vulnerabilidade Clínico Funcional - 20 possui qualidades psicométricas satisfatórias, sendo um instrumento válido e consistente para triagem da fragilidade no idoso na Atenção Primária à Saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Augusti ACV, Falsarella GR, Coimbra AMV. Análise da síndrome da fragilidade em idosos na atenção primária - Estudo transversal. Rev Bras Med Fam Comunidade. 2017[citado em 2020 ago. 05];12(39):1-9. Disponível em: https://www.rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/1353

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Censo 2010. Rio de Janeiro: IBGE; 2013[citado em 2019 jan. 04]. Disponível em: https://censo2010.ibge.gov.br/sobre-censo.html

Peter H, Barbara IN, Bhautesh DJ, Duncan L, Ross MQ, Frances SM. Frailty and pre-frailty in middle-aged and older adults and its association with multimorbidity and mortality: a prospective analysis of 493-737 UK Biobank participants. Lancet Public Health. 2018 Jul;3(7):e323-e332. doi: 10.1016/S2468-2667(18)30091-4.Disponível em: https://www.thelancet.com/journals/lanpub/article/PIIS2468-2667(18)30091-4/fulltext

Buckinx F, Rolland Y, Reginster J-Y, Ricour C, Petermans J, Bruyère O. Burden of frailty in the elderly population: perspectives for a public health challenge. Arch Public Health. 2015[citado em 2019 jun. 07];73(1):19. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4392630/pdf/13690_2015_Article_68.pdf

Rodríguez-Martínez MC. Physical frailty and gait speed in community elderly: a systematic review. Rev Esc Enferm USP. 2018[citado em 2020 ago. 05];52:e03392. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342018000100810&lng=en

Lourenço RA, Moreira VG, Banhato EFC, Guedes DV, Silva KCA, Delgado FEF, Marmora CHC. Prevalence of frailty and associated factors in a community dwelling older people cohort living in Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil: Fibra-JF Study. Ciên Saúde Colet. 2019[citado em 2020 ago. 05];24(1):35-44. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232019000100035&lng=en

Faller JW, Pereira DdN, de Souza S, Nampo FK, Orlandi FdS, Matumoto S. Instruments for the detection of frailty syndrome in older adults: a systematic review. PLoS ONE. 2019[citado em 2019 jun. 02];14(4):e0216166. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6488093/pdf/pone.0216166.pdf

Hoogendijk EO, van der Horst HE, Deeg DJ, Frijters DH, Prins BA, Jansen AP, Nijpels G, van Hout HP. The identification of frail older adults in primary care: comparing the accuracy of five simple instruments. Age Ageing. 2013[citado em 2019 jun. 12];42(2):262-5. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23108163

Moraes EN, Carmo JA, Moraes FL, Azevedo RS, Machado CJ, Montilla DER. Índice de Vulnerabilidade Clínico Funcional-20 (IVCF-20): reconhecimento rápido do idoso frágil. Rev Saúde Pública. 2016[citado em 2019 jun. 07];50:(81). Disponível em: http://www.scielo.br scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102016000100254&lng=en

Sutton JL, Gould RL, Daley S, Coulson MC, Ward EV, Butler AM, et al. Psychometric properties of multicomponent tools designed to assess frailty in older adults: A systematic review. BMC Geriatr (Online). 2016[citado em 2019 jun. 10];16:55. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4772336/pdf/12877_2016_Article_225.pdf

Minas Gerais, Secretaria de Estado da Saúde - SES-MG. Região Centro Sul. 2016 [citado 2018 jan.13]. Disponível em: http://www.saude.mg.gov.br/

Hulley SB, Cummings SR, Browner WS, Grady DG, Newman TB, Duncan MS. Delineando a pesquisa clínica: uma abordagem epidemiológica. 2ª ed. Porto Alegre: Artmed; 2006. 374 p

Melo DM, Barbosa AJG. O uso do Mini Exame do Estado Mental em pesquisas com idosos no Brasil: uma revisão sistemática. Ciên Saúde Colet. 2015[citado em 2020 ago. 05];20(12): 3865-76. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232015001203865&lng=en

Fabrício-Wehbe SC, Schiaveto FV, Vendrusculo TRP, Haas VJ, Dantas RAS, Rodrigues RAP. Cross-cultural adaptation and validity of the “Edmonton Frail Scale - EFS” in a Brazilian elderly sample. Rev Latinoam Enferm. 2009[citado em 2019 jun. 08];17(6): 1043-49. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692009000600018&lng=en

Sartes, LMA, Souza-Formigoni MLO. Avanços na psicometria: da Teoria Clássica dos Testes à Teoria de Resposta ao Item. Psicol Reflex Crit. 2013[citado em 2019 jan.15]; 26(2):241-50. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722013000200004&lng=en&nrm=iso

Pasquali L. Psicometria: teoria dos testes na psicologia e na educação. Rio de Janeiro: Vozes; 2013

Reckase MD. Unifactor Latent Trait Models Applied to Multifactor Tests: results and implications. J Educ Behav Stat.1979[citado em 2018 nov. 10];4(3):207-30. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.3102/10769986004003207

Santos GLA, Santana RF, Broca PV. Execution capacity of instrumental activities of daily living in elderly: Ethnonursing. Esc Anna Nery Online. 2016[citado em 2019 jun. 13];20(3):e20160064. Disponívelem: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452016000300209&lng=en

César CC, Mambrini JVM, Ferreira FR, Lima-Costa MF. Capacidade funcional de idosos: análise das questões de mobilidade, atividades básicas e instrumentais da vida diária via Teoria de Resposta ao Item. Cad Saúde Pública. 2015[citado em 2019 jan. 15];31(5):931-45. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2015000500006&lng=en

Lino VTS, Portela MC, Camacho LAB, Rodrigues NCP, Andrade MKN, O’Dwyer G. Rastreamento de problemas de idosos na atenção primária e proposta de roteiro de triagem com uma abordagem multidimensional. Cad Saúde Pública. 2016[citado em 2019 jun. 10];32(7). Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2016000705004&lng=en

Santos-Orlandi AA, Brigola AG, Ottaviani AC, Luchesi BM, Souza EN, et al. Elderly caregivers of the elderly: frailty, loneliness and depressive symptoms. Rev Bras Enferm. 2019[citado em 2020 ago. 05];72(Suppl2):88-96. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v72s2/pt_0034-7167-reben-72-s2-0088.pdf

Fhon JRS, Rodrigues RAP, Santos JLF, Diniz MA, Santos EB, Almeida VC, et al. Fatores associados à fragilidade em idosos: estudo longitudinal. Rev Saúde Pública. 2018[citado em 2019 jan. 15];52:74. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102018000100266&lng=pt

Caruso MFB, Mámora CHC, Delgado FEF. Prevalência de perda auditiva autorrelatada em idosos e fatores associados em Juiz de Fora. Rev HUPE. 2018[citado em 2019 jan. 15];17 (2):35-42 Disponível em: https://www.epublicacoes.uerj.br/index.php/revistahupe/article/view/40809/28383

Melo BRS, Diniz MAA, Casemiro FG, Figueiredo LC, Santos-Orlandi AA, Haas VJ, et al. Cognitive and functional assessment about elderly people users of health public service. Esc Anna Nery. 2017[citado em 2019 Jun 15];21(4).Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452017000400209&lng=en

Tomasi AVR, Santos SMA, Honório GJS, Locks MOH. Urinary incontinence in elderly people: care practices and care proposal in primary health care. Texto & Contexto Enferm. 2017[citado em 2019 jan. 15];26(2): e6800015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072017000200316&lng=en

Publicado

11-11-2020

Como Citar

1.
Ribeiro EG, Mendoza IYQ, Moraes EN de, Alvarenga MRM, Cintra MTG, Guimarães G de L. Propriedades psicométricas do índice de vulnerabilidade clínico-funcional - 20 na atenção primária à saúde. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 11º de novembro de 2020 [citado 26º de maio de 2024];24(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49928

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)