A educação de surdos e a robótica pedagógica livre

Autores

  • Rafaela Santos de Souza Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC) - Salvador/BA
  • Danilo Rodrigues Cesar Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.17851/1983-3652.7.2.136-147

Palavras-chave:

Educação de Surdos, Robótica Pedagógica Livre, Software Livre.

Resumo



RESUMO:Neste artigo, defendemos a inserção dos fundamentos da Robótica Pedagógica Livre (RPL) em Espaços Multirreferenciais de Aprendizagem (EMA), inclusive – e especialmente – na educação de Surdos. Propomos uma ação educativa baseada em kits didáticos para robótica desenvolvidos com materiais de baixo custo e/ou sucatas tecnológicas-eletroeletrônicas. Através da interação com esses materiais, os Surdos são estimulados a buscar soluções para diferentes situações-problemas que podem ser propostas pelo educador, pela turma ou pela comunidade escolar. Essas atividades concretas e lúdicas estimulam a criatividade, o raciocínio lógico, a curiosidade, o senso de crítico e a abstração, levando esses sujeitos a pensar e agir coletivamente. Por esse motivo, entendemos que o uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) podem potencializar o desenvolvimento das capacidades cognitivas dos Surdos a partir de ações contextualizadas e significativas. Buscando fundamentar este texto, apresentamos um projeto sobre o tema que foi implementado em uma escola pública de Belo Horizonte (MG) e em dois projetos implementados em espaços multirreferenciais nas cidades de Porto Alegre (RS) e de São Paulo (SP), relacionando-os às bases teóricas referentes à temática.

PALAVRAS-CHAVE: Educação de Surdos; Robótica Pedagógica Livre; Software Livre.

 

ABSTRACT: In this article we advocate the inclusion of the foundations of Free Pedagogical Robotics (FPR) in Multireferential Space of Learning (MSL), including – and especially – in Deaf education. We propose an educational activity based in educacional kits for robotics developed with low-cost and/or technological electro-electronic-scrap materials. Through interaction with these materials, the Deaf are encouraged to seek solutions to different situations-problems that may be proposed by the educator, the class or the school community. These concrete and playful activities encourage creativity, logical reasoning, curiosity, sense of critical and abstraction, leading these individuals to think and act collectively. For this reason, we believe that the use of Information Technologies and Communication can enhance the development of cognitive abilities of the Deaf from the same contextualized and meaningful actions. Seeking to substantiate this article, we introduce a project on the topic that has been implemented in a public school in Belo Horizonte (MG) and two projects implemented in multireferential spaces in the cities of Porto Alegre (RS) and São Paulo (SP), relating the theoretical foundations concerning the subject.

KEYWORDS: Deaf Education; Free Pedagogical Robotics; Free Software.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafaela Santos de Souza, Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC) - Salvador/BA

Graduação em Pedagogia pela Universidade Federal da Bahia. Mestre em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Professora efetiva da Secretaria Municipal da Educação, Cultura, Esporte e Lazer.

Danilo Rodrigues Cesar, Universidade Federal de Uberlândia

Graduado em Tecnologia em Processamento de Dados (TPD), Licenciado em Matemática e Informática pelo CEFET-MG, Especialialista em Rede de Computadores, Pós-graduado em Educação Profissional Técnica Integrada ao Ensino Médio na Modalidade Educação de Jovens e Adultos (PROEJA), Mestre em educação e Doutor em difusão do conhecimento, ambos pela Universidade Federal da Bahia com o tema robótica livre. Foi Analista de Sistemas da Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (PRODABEL S.A.) - Minas Gerais. Um dos desenvolvedores GNU/LINUX Libertas para administração pública. Participou do projeto de informatização das escolas municipais do Município de Belo Horizonte. Participação no projeto KLogo-Turtle. Ministra aulas de Eletrônica Digital, Arquitetura e Organização de Computadores, Robótica e Automação Industrial, Educação e Tecnologias Contemporâneas, Microprocessadores e Sistemas Operacionais. Membro do Projeto Software Livre - MG (PSL-MG). Recebeu o prêmio Telemar de Inclusão Digital pelo projeto Robótica Livre.

Referências

BRASIL, MEC. Resolução CNE/CEB, n°2 de 11/09/2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/resolucao2.pdf. Acesso em: 29 out. 2014. BUCCIO, M. I.; BUCCIO, Pedro Augustinho. Educação Especial: Uma história em construção. 2 ed. Curitiba: Ibpex, 2008.

CAPANEMA, R. Oficina gratuita em são paulo ensina a criar robozinhos usando sucata. Folha São Paulo. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u459979.shtml. Acesso em: 06 out. 2014.

CÉSAR, D. R. Robótica Livre: Soluções tecnológicas livres em ambientes informatizados de aprendizagem na área da Robótica Pedagógica. 2004. Disponível em: http://libertas.pbh.gov.br/~danilo.cesar/robotica_livre/artigos/artigo_sbc_fisl_2004_final_edu_fae_orig.pdf. Acesso em: 25 out. 2014.

CÉSAR, D. R. Robótica Pedagógica Livre. Congresso Estadual de Software Livre. Ceará. Revista CESOL, Jun/2008 (Edição Única). Disponível em: http://www.cesol.ufc.br/revista/Revista100dpi.pdf. Acesso em: 15 out. 2014.

CÉSAR, D. R. Potencialidades e limites da robótica pedagógica livre no processo de (re)construção de conceitos científico-tecnológicos a partir do desenvolvimento de artefatos robóticos. Salvador: UFBA, 2009 (Dissertação). Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/16044/1/Dissertacao_mestrado_danilo_final_dez. Acesso em: 03 out. 2014.

CÉSAR, D. R. Robótica pedagógica livre: uma alternativa metodológica para a emancipação sociodigital e a democratização do conhecimento. Salvador: UFBA, 2013 (Tese). Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/16087/1/Tese_revisada_final.pdf. Acesso em: 03 out. 2014.

CHASSOT, A. Alfabetização Científica: questões e desafios para a educação. Ijuí: Ed. Unijuí, 2001.

CHASSOT, A. Educação Consciência. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2003.

FERNANDES, S. Educação de Surdos. Curitiba: Ibpex, 2007.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: Saberes Necessários à Prática Educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

LACERDA, C.; POLETTI, J. E. A Escola Inclusiva para Surdos: a situação singular do intérprete de língua de sinais. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. Caxambu: MG, 2004. Disponível em: http://www.anped.org.br/reunioes/27/gt15/t151.pdf. Acesso em: 28 out. 2014.

LIMA JR, A. S. de. Tecnologias Inteligentes e Educação: currículo hipertextual. Rio de Janeiro: Quartet, Juazeiro, BA. FUNDESF, 2005.

MINETTO, M. de F. Currículo na Educação Inclusiva: entendendo esse desafio. 2 ed. Curitiba: Ibpex, 2008.

PAN, M. A. G. de S. A deficiência intelectual e a educação contemporânea. In: FACION, José Raimundo (Org). Inclusão Escolar e suas Implicações. 2. ed. Curitiba: Ed. IBPEX, 2008a.

PAN, M. A. G. de S. O direito à diferença. Uma reflexão sobre deficiência intelectual e educação inclusiva. Curitiba: Ed. IBPEX, 2008b.

Downloads

Publicado

2014-12-26

Como Citar

DE SOUZA, R. S.; CESAR, D. R. A educação de surdos e a robótica pedagógica livre. Texto Livre, Belo Horizonte-MG, v. 7, n. 2, p. 136–147, 2014. DOI: 10.17851/1983-3652.7.2.136-147. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/16679. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

Educação e Tecnologia