EDUCAÇÃO NAS PRISÕES

PESQUISAS E PESQUISADORES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2238-037X.2023.46614

Palavras-chave:

Educação nas prisões, Sistema Prisional brasileiro, Pesquisas e pesquisadores

Resumo

A compreensão do desenvolvimento da formação de recursos humanos e da constituição dos grupos de pesquisa no Brasil, entre os anos 1987 e 2019, sobre a temática da educação nas prisões é a contribuição principal deste artigo. A constatação preliminar era de que o campo temático das prisões enfrentava muitas dificuldades para se estabelecer em todas as áreas do conhecimento e, sobretudo, na área da educação. Primeiramente, foi realizado um levantamento bibliográfico exaustivo no Banco de teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), seguindo um modelo já desenvolvido no âmbito de uma cooperação técnica entre a UFMG e o DEPEN-MJ (2010-2012) que deu origem ao ONASP (Observatório Nacional do Sistema Prisional). As informações coletadas são aquelas disponibilizadas pelo referido Banco de Teses e dissertações defendidas entre os anos de 1987 a 2019, junto aos Programas de Pós-Graduação das redes pública e privada e que trataram de questões concernentes ao universo prisional brasileiro. Os caminhos e descaminhos para a constituição da sub-área Educação nas prisões no Brasil são evidenciados. Foram também utilizadas como fonte a Plataforma Lattes e o Diretório de Grupos de Pesquisas do CNPq. Ao final são apresentadas algumas conclusões sobre as possibilidades e dificuldades de desenvolvimento deste campo temático na formação de quadros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Selmar Rocha Fidalgo, Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Doutor em História e Filosofia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), Mestre em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Professor Visitante na Universidade Federal do Rio Grande e Professor Titular aposentado na Universidade Federal de Minas Gerais

Maria Auxiliadora Monteiro Oliveira, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas) e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas, Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e Graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Professora aposentada da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e Pós-doutoranda na Universidade Federal de Minas Gerais

Referências

BOURDIEU, P. A ilusão biográfica. In: AMADO, J.; FERREIRA, M. M. (Coord.). Usos e abusos da história oral. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2000. p. 183-191.

BRASIL, Distribuição de Programas do Região, Brasília: Capes, 2020. https://geocapes.capes.gov.br/geocapes/# ATUALIZADO EM 27 DE MAIO DE 2020a.

BRASIL, Distribuição de Programas por Status Jurídico, Brasília: Capes, 2020b. https://geocapes.capes.gov.br/geocapes/# ATUALIZADO EM 27 DE MAIO DE 2020.

BRASIL. Documento da área: Educação. Brasília: Capes, 2019. Acessado em 20 de novembro de 2020. http://www4.fe.usp.br/wp-content/uploads/pos-graduacao/documento-de-areaeducacao-2019.pdf

CASTRO, Rosane Michelli de. A Pós-Graduação em Educação no Brasil: Alguns Aspectos à Luz de Estudos Realizados na Área. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 28, n. 04, p. 263-287, dez. 2012.

CURY, C. R. J. Quadragésimo ano do parecer CFE n. 977/65. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n.30, p.7-20, set./dez. 2005.

FIDALGO, Fernando; FIDALGO, Nara (orgs.). Sistema prisional: teoria e pesquisa. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2017. 441 p.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

Downloads

Publicado

2023-10-19

Como Citar

FIDALGO, F. S. R.; OLIVEIRA, M. A. M. EDUCAÇÃO NAS PRISÕES: PESQUISAS E PESQUISADORES. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 32, n. 2, p. 86–100, 2023. DOI: 10.35699/2238-037X.2023.46614. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/46614. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

> >>