Um estudo sobre o conceito axiológico de entonação no gênero discursivo publicação do Facebook

Palavras-chave: entonação, letramento digital, publicação do Facebook

Resumo

Este texto aborda o conceito de entonação, postulado pelo Círculo de Bakhtin. Nosso objetivo é compreender os aspectos axiológicos presentes nos discursos concretos a partir do conceito eleito, caracterizando-o como elemento de relação entre o discurso verbal e o contexto extraverbal do enunciado para a produção de sentidos nos discursos presentes na esfera virtual de comunicação. Procuramos compreender, a partir da análise do gênero, o conceito de entonação aplicado a essa publicação específica realizada no Facebook. A escolha do enunciado analisado ocorre pela necessidade de se problematizar as produções da esfera de comunicação virtual nos dias de hoje, em consonância com os estudos do Letramento Digital para fins de ensino e aprendizagem. Nessa direção, encontramos uma publicação que diz respeito ao contexto político vivido nos últimos tempos, a qual nos forneceu elementos necessários para que a análise pudesse ser concretizada. Assim, compreendemos que, nesse tipo de enunciado concreto, imprimem-se vozes sociais carregadas de valorações e identidades próprias dos contextos sociais e históricos dos sujeitos da enunciação, o que caracteriza a entonação como um aspecto que estabelece um vínculo entre a palavra e o contexto extraverbal. A partir desses resultados, entendemos como esse gênero discursivo pode ser trabalhado em situação de ensino e aprendizagem de língua.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sergio Vale da Paixão, Instituto Federal do Paraná

Professor do IFPR. Doutorado em Psicologia (UNESP). Mestre em Estudos da Linguagem (UEL).

Renilson José Menegassi, Universidade Estadual de Maringá

Professor do Departamento de Letras da UEM - Maringá - PR.

Referências

BAKHTIN, M. M. Questões de literatura e estética: a teoria do romance. São Paulo: UNESP / HUCITEC, 1990.

BAKHTIN, M. M. Para uma filosofia do ato responsável. Tradução de Valdemir Miotello e Carlos Alberto Faraco. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010a.

BAKHTIN, M. M. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2010b.

BUBNOVA, T. Voz, sentido e diálogo em Bakhtin. Revista Bakhtiniana, São Paulo, v. 6, n. 1, ago.-dez. 2011. p. 268-280.

CASTELIANO, T. R. Linguagem e Poder: uma análise do discurso através da entonação dos candidatos à presidência da república em 2006. Cadernos do CNLF, Vol. XIII, n. 04., p. 717-726, 2009.

DAHLET, V. A entonação no dialogismo bakhtiniano. In: BRAIT, Beth. Bakhtin: dialogismo e construção de sentido. 2. ed., Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2005. p. 263-280.

GERALDI, J. Portos de passagem. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

MENEGASSI, R. J.; CAVALCANTI, R. S. Conceitos axiológicos bakhitinianos em propaganda impressa. Alfa, São Paulo, v. 57, n. 2, p. 433-449, 2013.

SOBRAL, A. Do dialogismo ao gênero: as bases do pensamento de Bakhtin. Campinas: Mercado de Letras, 2009.

VOLOCHÍNOV, V. N. A palavra na vida e a palavra na poesia: introdução ao problema da poética sociológica. In: VOLOCHÍNOV, V. N. A construção da enunciação e outros ensaios. São Carlos/SP: Pedro&João Editores, 2013. p. 71-100.

VOLOCHÍNOV, V. Marxismo e filosofia da linguagem. Problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. 16 ed. São Paulo: Hucitec, 2014.
Publicado
2020-07-22
Como Citar
Paixão, S. V. da, & Menegassi, R. J. (2020). Um estudo sobre o conceito axiológico de entonação no gênero discursivo publicação do Facebook. Texto Livre: Linguagem E Tecnologia, 13(2). https://doi.org/10.35699/1983-3652.2020.24395
Seção
Linguística e Tecnologia