O museu casa como lugar da experiência do tempo:

A questão do anacronismo e as poéticas da arte contemporânea

Autores

Palavras-chave:

Museu-Casa, temporalidade, Arte Contemporânea.

Resumo

Dentre os museus históricos, os museus-casa constituem espaços de moradia que se propõem a estabelecer uma narrativa onde a intimidade do antigo morador é incorporada à museografia, buscando dialogar com a temporalidade. Considerados lugares de significação simbólica, estas heterotopias do tempo de ambientes decorados elaboram a construção de um tempo condensado no espaço. Procurando nos convencer de sua autenticidade, a museografia desenvolve cenários atravessados por uma representação anacrônica. O presente artigo busca refletir sobre a reinvenção da escrita de um lugar que possa acolher intervenções de arte contemporânea, criando campos sensíveis de experiência para o observador.

Biografia do Autor

Maria Teresa da Silveira, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, Brasil

Graduada Artes Visuais ECA USP; especialização História da Arte e Arquitetura no Brasil PUC-Rio; mestrado em Museologia e Patrimônio UNIRIO MAST; doutoranda Artes Visuais EBA UFRJ

Referências

AFONSO, M.M.; SERRES, J.P. Casa-museu, museu-casa ou casa histórica? Uma controversa tipologia museal, em Contribuciones a las Ciencias Sociales, Noviembre 2014. Disponível em <http://www.eumed.net/rev/cccss/30/casa-museu.html> . Acesso em 09 abr. 2015.

BAZIN, Germain. Le Temps de Musées. Liège : Desor, 1967.

BREFE, Ana Cláudia Fonseca. Os primórdios do museu: da elaboração conceitual à instituição pública. Projeto História. Revista do Programa de Estudos PósGraduados de História. São Paulo, (17), p.284-315, Nov.1998. Disponível em: <https://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/view/11178>. Acesso em: 31 jan. 2018.

BUTCHER-YOUGHANS, Sherry. Historic House Museums : a practical handbook for their care, preservation, and management. New York: Oxford University Press, 1993.

CHOAY, Françoise. A Alegoria do Patrimônio. São Paulo: Estação Liberdade, 2006.

CHOAY, Françoise. A Alegoria do Patrimônio. São Paulo: Estação Liberdade, 2006.

DESVALÉES, André; MAIRESSE, François (Org.). Conceitos-Chave de Museologia, ICOM: Rio de Janeiro, 2010.

DIDI-HUBERMANN, Georges. Ante el Tiempo: Historia del Arte y anacronismo de las imágenes [2000].Tradução de Oscar Antonio Oviedo Funes. Buenos Aires: AdrianaHidalgo Editora, 2011.

______________________. A Imagem Sobrevivente: história da arte e tempo dos fantasmas segundo Aby Warburg. Rio de Janeiro: Editora Contraponto, 2013.

FOUCAULT, Michel. Outros Espaços. In: MOTTA, Manoel Barros (Org.). Estética: Literatura e Pintura, Música e Cinema/ Michel Foucault (Ditos e Escritos) [1984]. Forense Universitária: Rio de Janeiro, 2009. p. 411-422.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. Limiar, Aura e Rememoração: ensaios sobre Walter Benjamim, São Paulo: Editora 34, 2014.

KOSSOVITCH, Leon. Apresentação. In: ALBERTI, Leon Batista. Da Pintura. Campinas: Editora da UNICAMP, 1989.

KWON, Miwon. Um lugar após o outro: anotações sobre o site-specific. In: Arte&Ensaios, Revista do Programa de Pós-Graduação PPGAV, Rio de Janeiro, n.17, pp. 167-187, dez. 2008.

MALTA, Marize. Arte Doméstica e imagem da nação: um olhar sobre os museuscasa de Rui Barbosa e de Benjamim Constant. Museologia e Interdisciplinaridade: Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade de Brasília, vol.1, nº1, jan./jul. de 2012. Disponível em: < http://www.red.unb.br/index.php/museologia/article/view/6852 >. Acesso 3m: 15 abr. 2015.

MENESES, Ulpiano Bezerra. Do Teatro da Memória ao Laboratório da História: a exposição museológica e conhecimento histórico. Anais do Museu Paulista: São Paulo, v.2, p.9-42, jan./dez.1994. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/anaismp/v2n1/a02v2n1.pdf>. Acesso em 27 mar. 2015.

MERLEAU-PONTY, Maurice. O visível e o invisível [1964]. São Paulo: Perspectiva, 2003.

MORAES, Leandro. UOL Receitas. Madeleines. Disponível em< http://comidasebebidas.uol.com.br/receitas/2012/05/06/madeleines.htm> Acesso em 27 jun. 2015.

NORA, Pierre. Entre Memória e História: a problemática dos lugares. Revista do Programa de Estudos e Pós-Graduação em História, PUC-SP, n.10, p.7-28, 1993.

PERICHI, Ciro Caballo. Que é Museografia. Conferência. In: ARNAUT, Jurema Kopke Eis; FONSECA, Cícero Antonio (Orgs). Museografia: a linguagem dos museus a serviço da sociedade e de seu patrimônio cultural. Rio de Janeiro: IPHAN/OEA, 1997.

PESSANHA, José Américo Motta. A Retórica dos Museus. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 09/07/1988, Ideias, p.08. Disponível em: <http://pt.scribd.com/doc/57335362/Pessanha-a-Ret-d3rica-DosMuseus#scribd>. Acesso em fevereiro/ 2015.

RACZ, Imogen. Art and the Home: Comfort, alienation and the everyday. London: I.B.Tauris, 2015.

SILVEIRA, Maria Teresa. Museu Casa de Rui Barbosa: Interpretação, Memória e Esquecimento. Dissertação de Mestrado para o Programa de Pós Graduação em Museologia e Patrimônio,

UNIRIO/MAST, 2016. Disponível em <http://www.repositoriobc.unirio.br:8080/xmlui/bitstream/handle/unirio/11178/Dissert

%20Teresa%20Silveira.pdf?sequence=1&isAllowed=y > acesso em 20 nov. 2018.

Downloads

Publicado

2018-11-29

Como Citar

SILVEIRA, M. T. da. O museu casa como lugar da experiência do tempo:: A questão do anacronismo e as poéticas da arte contemporânea. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, [S. l.], v. 8, n. 16, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/15592. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos - Seção aberta