A convergência tecnológica e digital, o ensino remoto emergencial e os alunos com TDAH que frequentam os anos finais do ensino fundamental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/1983-3652.2021.25043

Palavras-chave:

TDAH, Educação inclusiva, Convergência digital, COVID-19

Resumo

Este artigo contempla algumas práticas educacionais inclusivas que permeiam a cibercultura voltadas para alunos com NEE (Necessidades Educacionais Especiais), dando ênfase aos alunos com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) que frequentam os anos finais do Ensino Fundamental. O objetivo é mostrar alguns recursos digitais que podem incentivar estes alunos a ler e escrever a partir da educação remota. Ao abordar algumas especificidades e contribuições do letramento digital no processo de ensino/aprendizagem e sua relação com um mundo que está passando, simultaneamente, por uma pandemia causada pela COVI-19 e por uma progressiva convergência tecnológica, concluímos que a maioria das ferramentas digitais e apps não foi desenvolvida propriamente para o uso de alunos com TDAH que frequentam os anos finais do Ensino Fundamental. Contudo, observamos que, diante de uma intervenção adequada, alguns recursos tecnológicos podem ser úteis e facilitar o ensino/aprendizagem e a vida destes alunos. Este estudo será guiado pelas pesquisas realizadas por alguns estudiosos das áreas de leitura e alfabetização, educação mediada pela tecnologia, educação especial e educação inclusiva tais como Alexander e Fox (2004); Amorim (2010); Antunes (2001); Borges a al (2012); Coscarelli (2005); Menezes (2019); Neto et al (2018) e Rojo (2012; 2013), como também por estudiosos que se interessam em pesquisar os Transtornos Funcionais Específicos (TFEs), tais como; Andrade e Vasconcelos (2018); Gonçalves (2019); Lopes (2011); Paín (1985); Ribeiro (2005); Rohde e Benczik (1999), entre outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sineide Gonçalves, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil

Doutoranda em Estudos Linguísticos na área de Linguística Teórica e Descritiva, Linha de Pesquisa: Estudos da Língua em Uso pelo POSLIN/UFMG, desenvolvendo projeto no campo da Intercorporealidade em interface com a Sociolinguística Interacional e a Prosódia. Mestre em Estudos da Linguagem pela UFOP/Universidade Federal de Ouro Preto. Graduada em Letras, com licenciatura plena em Língua Portuguesa, Inglês e suas respectivas literaturas pela Faculdade Santa Rita/FASAR. Especialista em Mídias na Educação (UFSJ); Especialista em Metodologia de Ensino da Educação Superior e MBA em Administração de Empresas pelo Centro Universitário Internacional/UNINTER; Extensão Universitária em Fundamentos da Educação para Jovens, Adultos Idosos/EJA pela UNICAMP e Formação de Mediadores da Leitura pela UFC; Participante do Grupo de Pesquisa - Dialetologia e Sociogeolinguística - GPDS-UFOP e do Grupo de Pesquisa ICMI/Intercultural Communication in Multimodal Interaction que desenvolve o projeto Comunicação (Inter)Cultural em Interação: Expansão e Diversificação do Corpus do NUCOI/Núcleo de Estudos de Comunicação (Inter)Cultural em Interação (UFMG).

Bárbara Eduarda Barbosa Ferreira, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, MG, Brasil

 

 

Referências

ALEXANDER, Patricia A.; FOX, Emily. A Historical Perspective on Reading Research and Practice. In: RUDDELL, Robert B.; UNRAU, Norman J. (Org.). Theoretical Models and Processes of Reading. 5. ed. DE: International Reading Association, 2004. v. 1. p. 33–68. DOI: 10.1598/0872075028.2. Disponível em: http://www.reading.org/publications/bbv/books/bk502/abstracts/bk502-2-Alexander.html. Acesso em: 26 abr. 2021.

ANDRADE, Paula Faria Souza Mussi de; VASCONCELOS, Marcio Moacyr. Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade. Resid Pediatr., v. 8, n. 1, 2018. DOI: 10.25060/residpediatr-2018.v8s1-11. Disponível em: https://residenciapediatrica.com.br/detalhes/344/transtorno%5C%20do%5C%20deficit%5C%20de%5C%20atencao%5C%20com%5C%20hiperatividade.

ANTUNES, Celso. Glossário de bolso para educadores. Petrópolis: Vozes, 2001.

BEHAR, Patrícia A. Artigo: O Ensino Remoto Emergencial e a Educação a Distância – Coronavírus. [S.l.: s.n.], 2020. Disponível em: https://www.ufrgs.br/coronavirus/base/artigo-o-ensino-remoto-emergencial-e-a-educacao-a-distancia/. Acesso em: 26 abr. 2021.

BORGES, Vládia Cabral. Are ESL/EFL Software Programs Effective for Language Learning? Ilha do Desterro A Journal of English Language, Literatures in English and Cultural Studies, v. 0, n. 66, p. 019, jul. 2014. DOI: 10.5007/2175-8026.2014n66p19. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/desterro/article/view/2175-8026.2014n66p19. Acesso em: 27 abr. 2021.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: [s.n.], 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva Documento elaborado pelo Grupo de Trabalho nomeado pela Portaria Ministerial nº 555, de 5 de junho de 2007, prorrogada pela Portaria nº 948, de 09 de outubro de 2007. [S.l.]: Ministério da Educação, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf.

CARVALHO, Fabrícia Bignotto de; CRENITTE, Patrícia Abreu Pinheiro; CIASCA, Sylvia Maria. Distúrbios de aprendizagem na visão do professor. Revista Psicopedagógica, v. 24, n. 75, p. 229–239, 2007. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psicoped/v24n75/v24n75a03.pdf.

CASATTI, Denise. Um guia para sobreviver à pandemia do ensino remoto. [S.l.: s.n.]. Disponível em: https://icmc.usp.br/noticias/4917. Acesso em: 26 abr. 2021.

COSCARELLI, Carla Vianna. Multiletramentos e empoderamento na educação. In: FERRAZ, Obdala (Org.). Educação, (multi)letramentos e tecnologias: tecendo redes de conhecimento sobre letramentos, cultura digital, ensino e aprendizagem na cibercultura. Salvador: EDUFBA, 2019. p. 61–78.

COSCARELLI, Carla Vianna; RIBEIRO, Ana Elisa. Letramento digital: aspectos sociais e possibilidades pedagógicas. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

COSTA, Camila Rodrigues et al. Estratégias de Ensino e Recursos Pedagógicos para o Ensino de Alunos com TDAH em Aulas de Educação Física. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 21, n. 1, p. 111–126, mar. 2015. DOI: 10.1590/S1413-65382115000100008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-65382015000100111&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 27 abr. 2021.

DALBERIO, Maria Célia Borges; PEREIRA, Helena de Ornellas Sivieri; AQUINO, Orlando Fernández. Inclusão versus integração: a problemática das políticas e da formação docente. Revista Iberoamericana de Educación, v. 59, n. 3, p. 1–11, jul. 2012. DOI: 10.35362/rie5931376. Disponível em: https://rieoei.org/RIE/article/view/1376. Acesso em: 26 abr. 2021.

FREIRE, Paulo. A educação na cidade. São Paulo, SP: Cortez Editora, 1995.

FURTADO, José Afonso. Os livros e as leituras: novas ecologias da informação. Lisboa: Livros e Leituras, 2000.

GEE, James Paul. The anti-education era: creating smarter students through digital learning. New York City: Palgrave Macmillan, 2013.

GIRAFA, Lucia Maria Martins et al. (Re)invenção pedagógica? Reflexões acerca do uso de tecnologias digitais na educação. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2012.

GONÇALVES, Valdirene Luiz. A inclusão de estudantes com TDAH nas turmas de ensino regular: a experiência de um Centro de Ensino Fundamental do Distrito Federal. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, v. 6, n. 1, p. 43–52, 2019. Disponível em: http://www.periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/478. Acesso em: 26 abr. 2021.

GOULART, Cecília. Letramento e novas tecnologias: questões para a prática pedagógica. In:

COSCARELLI, Carla Viana; RIBEIRO, Ana Elisa (Org.). Letramento digital: aspectos sociais e possibilidades pedagógicas. Belo Horizonte: CEALE; Autêntica, 2011. p. 41–58.

LOPES, Maria da Luz C. Inclusão, Ensino e Aprendizagem do aluno com TDAH. 2011. Monografia de Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão – Universidade de Brasília, Brasília.

MARKOFF, John. Entrepreneurs See a Web Guided by Common Sense. New York Times, nov. 2006. Disponível em: https://www.nytimes.com/2006/11/12/business/12web.html.

MELO, José M.; TOSTA, Sandra P. Mídia e Educação. Belo Horizonte: Ed. Autêntica, 2008.

MENEZES, Vera. Tecnologias digitais no ensino de línguas: passado, presente e futuro. Revista da ABRALIN, ago. 2019. DOI: 10.25189/rabralin.v18i1.1323. Disponível em: https://revista.abralin.org/index.php/abralin/article/view/1323. Acesso em: 26 abr. 2021.

OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Maria Fraga; DUARTE, Adriana Maria Cancella (Org.) Trabalho docente em tempos de pandemia – Relatório Técnico. Belo Horizonte, 2020. p. 01–24. Disponível em: http://abet-trabalho.org.br/wp-content/uploads/2020/07/cnte_relatorio_da_pesquisa_covid_gestrado_v02.pdf.

PAÍN, Sara. Diagnóstico e tratamento dos problemas de aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1985.

RIBEIRO, Ana Elisa. Ler na tela – Letramento e novos suportes de leitura e escrita. In: COSCARELLI, Carla Viana; RIBEIRO, Ana Elisa (Org.). Letramento digital: Aspectos sociais e possibilidades pedagógicas. Belo Horizonte: Ceale; Autêntica, 2005.

ROHDE, Luis Augusto P. Transtorno de deficit de atencãao hiperatividade: o que e? como ajudar? Porto Alegre: Artes Medicas Sul, 1999.

ROJO, Roxane. Gêneros discursivos do Círculo de Bakhtin e multiletramentos. In: ROJO, Roxane (Org.). Escol@ Conectada: Os multiletramentos e as TDICS. São Paulo: Parábola, 2013. p. 13–36.

ROJO, Roxane. Pedagogia dos multiletramentos. Edição: Escrevendo o futuro. [S.l.: s.n.], 2016. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=IRFrh3z5T5w.

ROJO, Roxane; MOURA, Eduardo. Letramentos, mídias, linguagens. São Paulo: Parábola Editorial, 2019.

ROJO, Roxane; MOURA, Eduardo (Org.) (Org.). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola, 2012.

SILVA NETO, Antenor De Oliveira et al. Educação inclusiva: uma escola para todos. Revista Educação Especial, v. 31, n. 60, p. 81, mar. 2018. DOI: 10.5902/1984686X24091. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/24091. Acesso em: 26 abr. 2021.

SINTOMAS TDAH Tipo Desatento - Distração lentificação esquecimentos. [S.l.: s.n.]. Disponível em: https://dda-deficitdeatencao.com.br/tdah-sintomas/sintomas-tdah-tipo-desatento-distraido.html. Acesso em: 27 abr. 2021.

SOARES, Magda. Práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. Educação e Sociedade, v. 23, n. 81, p. 143–160, 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v23n81/13935.pdf. Acesso em: 26 abr. 2021.

STAINBACK, Susan Bray; STAINBACK, William C. Inclusão um guia para educadores. Porto Alegre, RS: Artmed, 1999.

TORI, Romero. Educação sem Distância. São Paulo: Editora Senac, 2010.

Downloads

Publicado

29-04-2021

Como Citar

GONÇALVES, S.; FERREIRA, B. E. B. A convergência tecnológica e digital, o ensino remoto emergencial e os alunos com TDAH que frequentam os anos finais do ensino fundamental. Texto Livre, Belo Horizonte-MG, v. 14, n. 1, p. e25043, 2021. DOI: 10.35699/1983-3652.2021.25043. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/25043. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Educação e Tecnologia